Poesias

ALMA APAIXONADA

Eis as linhas que a ti escrevo
 No silêncio da madrugada
 Cortante é a saudade
 Sangra aqui minha alma apaixonada

Ouço o fado que um dia
 Foi nossa trilha sonora
 Ah, que bom seria reviver nossa alegria
 Daqueles doces momentos de outrora

Mas a vida tem suas facetas
 Tuas cartas amareladas refletindo tuas linhas apaixonadas
 Ainda as guardo em perfumadas gavetas
 Com o carinho do primeiro amor
 Ficarão para sempre em minha vida eternizadas

Eis as linhas que a ti escrevo
 No silêncio da madrugada
 Cortante é a saudade
 Chorosa canta minha alma
 O fado de uma alma apaixonada

Por que partistes assim
 Deixando-me nesta agonia?
 Quebra logo este silêncio
 Traz de volta a minha alegria

Gritante é a saudade
 Nesta madrugada solidão
 Ainda guardo no vaso aquela rosa
 E cá dentro do peito ,nosso fado paixão!

ANA LUCIA MENDES DOS SANTOS SAMPAIO
Clara Fênix 20/02/2016

AF
Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Tu arrasaste neste poema, lindíssimo! Divino momento de composição.

    Destacado, Ana!

  • Parabéns, poetisa amiga, poema lírico, lindo, primoroso.

    Dizem que o fado era cantado pelas musas do passado, para amenizar a dor da solidão longe do amado.

    Que partiu para o novo mundo em busca do Eldorado.

    Abraços, paz e Luz!!!

  • UAU!!!!! SENSACIONAL!!!AMO FADOS!!!

This reply was deleted.
CPP