Poesias

Chuva que rega as plantas

 Ela vem anunciada por um arco-íris

Que pelos viventes da natureza é recebida

E vem com seu afago de candura embebida

Numa serena manhã de outono, é o que vemos!

 

Vem a regar as plantas do meu jardim

E a nutrir a seiva e a alimentar suas células

Os orvalhos da manhã há tempo já a esperam

E o carvalho num tocar de suas gotas a se entreter.

 

Que venha a chuva, bálsamo que nutre nossas terras,

Chuva a regar nosso chão,

Vem a fortalecer as raízes das plantas

E toda a sua composição.

 

Plantas regadas pela chuva e pela luz solar

faz produzir nas folhas a clorofila

E dela a cor verde para nossa contemplação,

E das flores trazem fragrância e beleza para nossa admiração.

 

E depois que se desenvolvem com a força da chuva

As flores em suas pétalas a semente a nascer e fecundar

E o fruto a brotar e assim a natureza do jardim

Da forma mais singela a se completar!

Francisco Martins silva

Uruçuí-PI-Brasil

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    A chuva que é tão necessária para tudo que na Terra, que é bênção para todos nós.

    Parabéns pelo lindo poema.

    Destacado!

    • Grato amiga Maria Aparecida. Abraços fraternos.

    • Obrigado amiga Safira Saldanha. Um belo arranjo para o meu poema.

  • Parabéns, pelo poema, poeta, muito lindo os seus versos, observar o nascer e renascer da natureza é lindo, pena que, com os humanos a realidade seja um pouco diferente. É preciso abandonar de vez o invólucro e partir e, renascer em outro ser, outro corpo. Abraços, paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP