Poesias

Ciranda das orquideas

Perfumadas, coloridas e belas,

De várias formas e tamanhos a encantarem

A natureza, os beija-flores, as borboletas...

São as orquídeas, belas flores dos jardins a se manifestarem.

Orquídeas a dançarem com o soprar dos ventos

Em ritual sagrado a bailarem,

E a destilarem seus aromas feito incensos

E beleza a expressarem numa harmonia sem fim.

Elas são brancas, azuis, amarelas, rosas, enfim...

Nesta ciranda a espalharem pureza e aromas diversos

E embriagando-nos nesta ciranda

Inspira-nos a contemplá-las com poemas e versos.

Francisco Martins Silva

Uruçuí-PI-Brasil

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    São lindas e vale apena poetizar sobre esta preciosidade.

    Parabéns!

  • Agradeço a todos por visitarem minha página e meus tetos. Obrigado. Abraços.

  • Parabéns, poeta, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

  • Gestores

  • Gestores

  • Gestores

    As flores são sempre uma fonte de inspiração perfumando e colorindo a imaginação do poeta e, consequentemente, os versos. Lindo! Bjs

This reply was deleted.
CPP