Poesias

Dama de fogo

Conheci uma dama de fogo

Que olhava julgando a todos

Que sentia de tudo um pouco

Guardando em seu coração cada lágrima

De cada página que escreveu até hoje

Uma dama de fogo esculpida em sensualidade

Desprovida do pudor da pouca idade

Concentrada em cada ponto de cordialidade

Dos rapazes que por ela se encantaram

E se apaixonaram por cada gesto daquela mulher

Uma dama de fogo que queimava

Transformava em cinzas cada palavra

Das poesias que desenhava em rascunhos perdidos

De um tempo sofrido onde seu fogo era fraco

Uma dama de fogo que não tinha limite

Nenhum horizonte assustava

E assim atravessava cada pôr-do-sol

No desejo único de um mundo conhecer

Em suas mãos ter todo o calor que tanto desejou

Quando o fogo era seu único valor

Hoje soube que o fogo apagou

E aquela dama uma lenda se tornou

Como cada história que ela me contou

Quando me encantei pelo fogo que me aquecia

E que também queimava cada alegria

Que eu tinha em ver aquela dama fazer uma poesia

Quando perguntei a ela quando ela ia se apaixonar

Com sorrisos me dizia que o fogo jamais poderia apagar

Geovani Nogueira

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Há uma força quase palpável em cada verso.

    Lindíssimo poema, Geovani.

    Parabéns!

  • Uma maravilha de poesis, mais que encanto apaixonante

    • Obrigado, poeta.

This reply was deleted.
CPP