Poesias

Desprendimento

Hoje não falarei sobre meu amor

Também não falarei sobre meu ódio

A diversão, alegria esta no dio

Longe deixei o cruel, vil desamor.

Também, não escuta o meu clamor

Isto seria para mim um tédio

Sim, este não será também meu áudio

Não vou abalar meu bom, mágico humor.

E me possua musa vaporosa

Sim, dê-me o manjar, néctar dos bons deuses

Nesta bela manhã, terna, mui airosa.

Não sou ser singulares, semideuses

Sou mera criatura indecorosa

Sim, não sou divindade nem endeuses.

ILARIO MOREIRA

 

19/07/2017

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

    • Obrigado, poetisa amiga, grato pela visita e comentário gentil. Abraços, paz e Luz!!!

  • Bravo amigo Ilario, belos versos, abraços.
    • Obrigado, poetisa amiga, pela visita e comenta´rio gentil, fico muito grato... Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigado, poetisa, pela visita e comentário gentil, fico muito grato... Abraços, paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP