Poesias

Eu sou

Eu sou o vento que soprou
As lembranças embaraçosas
E a chuva que lavau o passado
Confuso

Eu sou o presente das
Bem-aventuranças da vida
E o futuro das escolhas
Corrigidas

Eu sou reflexo de mim mesmo
Moldado nas experiências passadas
E alinhado para a atualidade de

Um novo tempo

Jilmar Santos

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Embora com algum atraso. Meus aplausos, em pé! 

    • Obrigado, amigo!

  • Adm

    • Obrigado, Edith!

  • Caminha-se os verdadeiros sentidos que vai a passos a procura de seus verdadeiros sentidos, somente

    • Obrigado, amigo!
  • Parabéns, poeta, poema lindo, reflexivo, o evoluir é dar um passo a cada dia em busca de tornar-se um ser humano melhor... Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigado, amigo!
    • Obrigado, Marso! Feliz páscoa!

This reply was deleted.
CPP