Poesias

Geometria confusa

O caminho do esquecer passa pelos copos?
Existem elixires do esquecimento ?
O caminho do esquecer eu conheço bem...
Trilha amarga em meio a flores que não são minhas
Jornada inglória
Em que se rasga as fotos,em que se queima as cartas
Mas nada a fazer com o coração
O caminho do esquecer não termina em esquinas
Não leva a avenidas
Só a becos...
E eu vou só...
Eu fui só...
O caminho do esquecer eu conheço bem
Tem geometria confusa
Tem orientação insegura
Mas eu vou...
E VOCÊ?
RODRIGO CABRAL
Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Quantos que se embriagam pelos bares da vida para esquecer suas dores, seus amores impossíveis, sua decadência,

    sua fragilidade, sua fraqueza, sua falta de competência, etc, etc, etc....

    Gostei de ler e de sentir a reflexão.

    Parabéns e Destacado!

  • Parabéns, poeta, poema lindo, belos versos, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

  • É sempre bom conhecer os caminhos. Bela composição poética!

    • Muito grato Safira Saldanha...belíssimo trabalho.

This reply was deleted.
CPP