Poesias

INSACIÁVEIS

I

INSACIÁVEIS

Cavalgando em teu corpo
Trotando até onde tiver que chegar
Num ritmo excitante,
Nossos corpos, se põem a bailar


Então, paro
Para admirar o teu corpo nu
Sobre os lençóis
E digo: aqui, estamos nós, a sós


Deitados, em nosso ninho de amor
Teu corpo parece me pedir
Me ame, faça de mim o que quiser
Sou teu homem e você minha mulher


Te beijo e te acarinho
Teu corpo sob o meu
E olho no olho, então
Você começa a me observar


Bocas, respirando uma na outra
O entrelaçar de nossas mãos
Ficamos ofegantes, na respiração
Amo o teu toque, o teu corpo
E tudo o que ele me faz


Quando respiramos desejos
E transpiramos tesão
Sussurramos em nossos ouvidos
Seguidos de gemidos


Somos sedentos
Por algo, que parece que vicia
E quando o ato finaliza
Por nos amarmos tanto
Momentos depois, tudo se reinicia


Nos amamos com sofreguidão
Movidos pela paixão
E na intensidade do prazer
Me entrego a você

Sandra Leone

 

Resultado de imagem para barrinhas

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Belíssimo poema, Sandra

    • Obrigada pelo comentário, meu querido poeta. Muito me alegra sua visita em meu cantinho....Volte sempre...Bjos

    • Obrigada querida Marso

  • Sandra, parabéns pelo conjunto da obra: volúpia, sensualidade à flor da pele e um lirismo envolvente!

    • Agradeço a visita poeta

  • Perfeita sintonia entre letras e imagem. Parabéns pelo melindre, pela capacidade criadora, pelo compartilhar.

    • Obrigada poeta pelo carinho e pela presença constante...Beijos no coração...
This reply was deleted.
CPP