Poesias

erofatto (12)

FILHO

FILHO            (Plêiades - CPP)

Forjo em mim seu semblante,
Fôlego de amoroso sentimento
Fecundando o sentido da vida
– Frêmito vibrando o diapasão
Fulcral da sintonia pretendida:
Força…

Saiba mais…

ÚMIDO

ÚMIDO*
(Plêiades - CPP)

Úmido olhar do céu derrama
Unção da prece noturna.
Utopias hão de nascer
Ultimando de beleza
Usinas de amanheceres
Urdindo o cotidiano
Unânime na luz do seres.

(E.…

Saiba mais…

CHAMADO

CHAMADO

Não existirá nos dias,
Sucessão de bois em fila
Quando a vida vai escoando
Amorfa, imemorial, agônica,
Nos corredores estreitos
De abatedouros cruentos.
Os meses dos calendários
Vindo e tombando de…

Saiba mais…
CPP