Poesias

Meu mergulho

Imagem relacionada

Meu mergulho

 

Nesse tempo de meditação

Mergulho no silêncio da alma

Nada escuto, além do meu pulsar

Nessa transmutação do meu eu...

 

Entro nas profundezas do espírito

Eu sinto um mar de quietude

A me envolver, a me fragmentar

Num processo de transformação...

 

Esqueço o corpo e continuo a meditar

Sobre a vida até agora, o que fiz dela

E tudo o que atormenta minh’alma

Sedenta de paz, nesse mundo desigual...

 

O espírito chora, quebrando o silêncio

E mostra a vida mergulhada em pecado

Transgredindo as leis dos homens, de Deus

Sem justificação dos atos vividos sem reflexão...

 

Vejo nas profundezas do meu interior

A esperança em recortes da realidade

A terra sanguinolenta a pedir compaixão

Ressuscito a crença na emoção de viver o amor...

 

Mena Azevedo

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e das Poesias.

Join Casa dos Poetas e das Poesias

Comentários

  • Parabéns, poetisa, poema lindo e reflexivo, adorei... Abraços, paz e Luz!!!

  • Adm

  • Adm

  • Muito obrigada, poeta José Carlos! Bjs.

  • Maravilha de introspecção na temática da nobre poetisa Mena de Azevedo. Encantada com a maestria dos teus versos. Parabéns e aplausos sempre! Beijos de bom dia!

  • Belíssima metáfora e o mundo está mesmo como você diz. Precisamos plantar o amor e a tolerãncia e também o respeito para com a natureza. Beijos e Deus a abençoe. Feliz Páscoa.

  • Que beleza de poema...um mergulho às profundezas

    da sensibilidade poética.

    Aplausos meus

    FC

  • Tema interessante, conteúdo precioso. Obrigado

  • A mente ela tem que esta bem, com os espíritos, poema lindo

This reply was deleted.
CPP