Poesias

Gestores

>O ANELO/O FOGO/O MEL<

Para acender seus castiçais
Não preciso desviar os ventos
Sem nevoeiros sua estabilidade
Comigo é no mesmo movedor
São muitos os nutrícios a serem
Ingeridos de sua profundeza.

Seu odorífero cheiro de mulher
Envolve os meus significados
Como ser ajuizado com seus pés
Por debaixo da mesa me persuadindo
Descobrindo no metabolismo o ouriçado
Não posso manter silencioso o abrasado.

Como não falar do entranhável
Se isso for pecado não quero indulto
Com noites irrigadas de amor e paixão
Em cada cadencia regida pela pulsação
Na adesão dos corpos voamos sem ter asas
Efetivando a fantasia até o romper do dia.

SAM MORENO

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –
Gestores

Sam Moreno

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Sensacional, Sam você tem muito talento, abraço grande.

  • Encantada poeta fabuloso bjs

  • Gestores
    Aplausos Sam!!! Parabéns!!!
  • Linda poesia, você é um romântico distinto. Aplausos sempre, amigo. Abraços

  • Gestores

    Serás sempre salvo pela poesia, Sam. Sensualmente lindo! Bjs

  • Poema lindo, que tem cheiro, gosto e cor, misturados com

    a tua sensibilidade amorosa que dá gosto de se ler! Não. não

    é pecado, não vais pagar indulto! A tua poesia te salva! Bs.

  • Um vôo sem serem precisas asas, sentimentos sem serem precisas mais palavras, bastou a poesia. Grande abraço Sam Moreno, gostei.

  • Estou inebriada com seu lindo poema!
    Você tem o dom das palavras, Sam!
    Que Deus conserve e multiplique sempre mais! Ganharemos nós com suas belíssimas composições.
    Abraços carinhosos.
This reply was deleted.
CPP