Poesias

Os três poderes

Os três poderes

 

Vou envelhecendo,  me orientando.

Sei bem das minhas transformações

Tento me ajeitar sem me deprimir

Cingir certos estragos que adquirir

---------------------------------------------

A cada dia, deixo um passo atrás.

Lanço no baú minhas pedrinhas contadas

Nasci sobre terras onde o sol esbraveja

Tatuados em mim as marcas das pelejas

----------------------------------------------------

As estradas são árduas, mas precisas.

Faz parte de um todo em nossas vidas

Levantam-nos dispostos em opção.

Deitam-nos cansados pela evolução

-----------------------------------------------

Viemos conectados com principio, meio e fim.

Bendito seja quem viver alinhados a estes três poderes

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Obrigada Maria pelas tuas lindas visitas

    Gde beijo

    • Obrigada Marso pelo carinho

      Gde beijo

  • Adm

  • Adm

    Cada dia o tempo nos leva um pedacinho, mas é o curso natural, vivamos o hoje. Parabéns, Selda, bom vê-la novamente. Se desejar participar do grupo da Casa no WthasApp, mande via email seu contanto.

    • Oi Edith

      Obrigada pelo convite,vou entrar lá sim

      Obrigada pelos inteligentes comentários

      Gde beijo

This reply was deleted.
CPP