Poesias

PERDOA

Perdoa,
tudo o que não fiz.

Que me importa,
que te importa,
eu dizer agora,
que tudo posso ainda fazer.

Perdeu-se no tempo,
e seria nesse tempo,
o tempo certo
para tudo acontecer.

Os beijos de agora,
não substituem
a falta de beijos,
que na altura não dei.

O carinho de agora,
não desculpa
e não ocupa,
o vazio de carinho,
tudo o que te neguei.

Perdoa,
tudo o que devia ter dito.

Pois nada te prometi,
por medo de não cumprir.
Nunca quis só falar bonito,
seria feio, 
seria até mentir.

Perdoa,
se só agora,
é completo,
o nosso amor.

Pois que na falta
e até na dor,
ignorei que amar-te,
seria a única,
como hoje é,
a única solução.

Perdoa,
como eu perdoo
se não o fizeres.

Mas, que por ti
e se ainda o quiseres,
arranjarei maneira
de meu coração te agradecer.

Todos os dias,
com novas alegrias,
com novos beijos,
com novas promessas,
com tudo, o que mereças.

Perdoa,
tudo aquilo, 
que nada foi,
e que hoje dói,
só de pensar.

Perdoa tudo,
até aquela forma distraída,
pouco sentida,
mas que foi aquela,
com que eu soube te amar.

Perdoa,
se ainda
me quiseres perdoar.

António Portela

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Que lindo António, nem toda a gente sabe a arte de perdoar e aqui você ensina muito bem. Acredito que se for dito assim, vai haver um perdão quase de certeza, a não ser que já não haja mesmo amor.

    Adorei, na sua forma de se exprimir, faz notar que é uma pessoa muito humilde e para mim é uma das principais qualidades do ser humano.

    Beijinho e uma noite feliz. 

    • Deixou-me sem palavras Cristina. A humildade para mim é uma bandeira à qual me curvo com gratidão. Gratidão por Deus ma ter ensinado. Muito obrigado Cristina e tenha uma linda noite.

  • Mais que belo, mais que emotivo, mais que bom...

     Tanto amor contido em um poema...

     Parabéns, António.

     Uma joia que não deixa indiferente.

     Abraços

    • Muito obrigado Nieves. Sempre atenta e atenciosa, muito obrigado, linda noite para si.

  • Uau!!! Belíssimo Antonio!!! Devemos sempre estarmos atentos para que, as oportunidades que entram pela porta não saiam pela janela pela nossa falta de interesse... Assim não precisaríamos pedir perdão sempre... Mas não é fácil... Rsrsr Parabéns!!!!
    • Obrigado Maria Angélica. Este poema foi inspirado num casal que conheço e que têm bastante dificuldade em se perdoarem um ao outro, orgulho a mais. Linda noite para si.

This reply was deleted.
CPP