Poesias

Quando as Folhas Caem

 

Quando as folhas caem

 

 

O crepúsculo minúcias revela,

vem e a  luminosidade debela,

diz que a luz do dia é finita.

 

O outono se parece com a vida,

mostra que o término se acerca,

em breve não mais se enxerga.

 

O  outono é ouro florescente,

para todo  aquele que é ciente,

que a felicidade é asserenar.

 

Em outra fase irá adentrar,

e disto ter plena consciência,

é o coroar de toda a existência.

 

O verbo vem a ser o estar

porque o sentido da vida

se resume em serenar.

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • O outono da vida, como a estação, é a constatação de que um novo ciclo começa para a vida prosseguir... Lindoooooo! Bjs

  • Ua carícia em nossos corações!...Assim como a leveza e suavidade do outono; teus versos leves e suaves;

    chegam-nos à alma!...Para se refletir e meditar!...Aplausos e beijos fraternos; FELIZ PÁSCOA. AMÉM.

    AMÉM.

  • Adm

    O outono parece mesmo com o tempo da maturidade, do refletir sobre a novos momentos e atitudes a serem tomados, novos rumos, porém com sabedoria e serenidade. Lindo e poema.

    • Quando as folhas caem, constatamos que a efemeridade vive em nossas sensações

      E a certeza que dias melhoresvêm fazer morada em nossos débeis corações

      Grata Edith pela visita e comentário

      Belo dia!

      beijos querida

    • Gratíssima querida amiga e Fada Doce da Poesia

      Um encantador mimo, a mim regalado, que ficou tão ilustre, como um filme que me passa, como uma recordação gravada de ;

      Como será o dia de amanhã?

      Maravilhosa composição poética e visual!!!!!!!

      Belo dia sempre Fada Doce da Poesia!

      beijos...beijos...beijos...beijos...beijos...

  • Lais, quão lindos são seus versos... Serenos... Cativantes... Parabéns !!!!
This reply was deleted.
CPP