Poesias

Sou Poeta

A minha arte é aquela que mais gosto de exprimir. 
Pois, em versos no meu universo, gosto de me divertir.
Sou aquele que procura encontrar onde seu canto possa
chegar, eu sou aquele que quer ter seu próprio lugar,
onde contigo eu possa estar.

E se, assim eu posso um pouco mais acrescentar.
Eu sou aquele que muito ama, e ainda tem muito amor
para dar, mesmo que já não encontre aquém tanto eu
possa meus sentimentos compartilhar.

Por isto meu pensamento hoje se ver livre,
e pede licença para voar nas asas da imaginação
como que tivesse seu coração alado e se entregasse 
de corpo e alma aquela que em primeiro
adentre e tome posse de todas as minhas emoções. 

Eu sou aquele que vive voando pra lá e pra cá,
sem qualquer distinção, e siga taciturno seu caminho
indo do sul para o norte, onde lá bate de repente
um coração, a procura de quem
ame e se entregue com total devoção.

Enfim, o tempo bem de repente passa sem fazer
alarde, num momento crucial em que o vento sem nenhum
contratempo registra que ainda estou aqui. 

Eu  sou, Alexandre d’ Oliveira,
sou poeta entusiasta, bate alegre ou triste
meu coração, nem sempre me vê fora de contexto ,
fala mais alto cada emoção, e por isso nem tanto
quero dentre tantos me dirimir.

Interpreto o vento e o tempo em qualquer direção
por isto aqui me apresento, sou poeta, de inumerável multidão
aquele que em versos sua vida interpreta.  Sou ator, que foge
dos enganos que aferem coisas do coração, e sendo assim também
foge da distinta solidão, sou escritor onde por muito de ti preciso
 para dar voga as minhas inspirações!...

E sendo assim, por muito que eu me apresente, e jamais
esqueça de dizer que Eu Sou Poeta de tantos mares, e de oceanos
infinitos  aquele que com palavras e gestos afaga, e dá consolo.
E assim certo dia eu me fiz poeta para nos momentos
de alegrias, de felicidade, e de tristeza meu verso
bem alto cantarolar.

Fiz-me poeta nas horas da minha solidão, e nos momentos
de profundo sentimento, eu dei alento ao coração que por muito
chorava. E ao meu canto que tantas vezes por ti eu buscava. 
Fiz-me neste momento poeta de maior presteza diante
vossa realeza e o meu verso mais uma vez a você
neste momento eu a ti entreguei. 

Alexandre  Poeta 02/09²2016

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Está cada vez melhor, sempre trazendo temas interessantíssimos.

  • Gestores Adm

    Seja bem vindo, Alexandre e que te sintas bem nesta Casa. Belo é o teu poema. Parabéns!

  • Gestores

    Seja bem vindo a nossa casa, Alexandre! Aplausos para seus belíssimos versos! Bjs

This reply was deleted.
CPP