Poesias

Sutilezas do amor



Apressado
Pegou a caneta e
Em minha agenda
Escreveu algumas linhas
Quase o suficiente para
não me deixar
Alucinada
Perdida
Nas minhas loucuras
Da estação.
 
O inverno cai
Densamente,
Eu, nem importa àquela hora
Parece que a chuva
Insistente
Traz algo de bom
Coisas do amor
Para me entregar.
 
A sutileza de seus passos
Fica impressa na forma
Como escreveu...
Estamos a um passo
De distância,
Embora tenhamos
Que deixar para depois
O abraço que a chuva
Nos inspira.


Talvez...
No próximo alvorecer
Quando a chuva parar
O tempo possa nos favorecer
E o amor aconteça
Entre meu riso e o seu.
Em um fim de tarde
Igual aquele, onde
Retratamos entre o sol e a terra
Um poema de adeus!
***************************

www.isisdumont.prosaeverso.net


Resultado de imagem para rosas gifs animados
Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser.” 
Santo Agostinho

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Lindo trabalho! A paz.
  • Adm

    Lindo poema, Aparecida.

    Parabéns!

    Falta a sua autoria. O que vem abaixo é link do seu site. Gostaríamos que colocasse sua autoria.

  • Querida amiga você está de felicitações pelo extraordinário bom gosto e também pelos belos poemas que escreve.

    • Grata, muito grata por suas palavras bondosas e por você apreciar esse singelo trabalho

      de aprendiz de poesia. 

      Forte abraço, querido SAM!

  • Lindo poema Aparecida Ramos.

    De verdade, ás vezes a chuva ajuda, outras vezes não

    Mas deixe-a cair, limpa a alma e o coração

    Com certeza na próxima vez o amor acontecerá

    Num belo fim de tarde,

    Amei

    Parabéns e abraços de Veraiz Souza

    • Lisonjeada, agraciada e agradecida por suas palavras, ilustre poetisa!

      Um abraço com carinho e votos de Felicidades!!

This reply was deleted.
CPP