Poesias

TARDE DA NOITE

A rua está silenciosa antes da meia noite
Apenas aquele cão andando de um lado para outro
Apenas aquele cão
Aquele

Um grito vasculha as latas de lixo
Em busca de resto orgânico de esperança
Dentro de cada casa, de cada lar
O sonho sufocado e os velhos programas de tevê

A folha de papel rabiscada pela criança ociosa
Não é arte, não é mensagem
É apenas o velho hábito do Homo sapiens
Em não dizer nada diante do branco e do obscuro

Enquanto as horas avançam pela trilha do tempo
Rompendo o véu do futuro como se desnuda uma noiva
As palavras são silenciadas pelo sono pesado
Ou pelo olhar mendicante suplicando por amor

Talvez alguém tente mudar de canal
Talvez alguém precise de mais cobertor
O frio germina nas paredes da velha casa
Como erva nostálgica ou néctar alucinógeno

Eu vou me embriagar de mais uma noite
Quieto em meu canto, acuado pela poesia
Que mostra seus dentes palitados pela manhã
Enquanto bafeja em meu rosto as horas cancerígenas de todo um dia

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Teus versos, de uma beleza que não é cancerígena, me emocionaram. Destacadíssimo! Bjs

  • É...com toda a certeza...nem tudo é bonito,,,nem de noite e nem de dia...

    O triste, o feio, o horrendo...estão por todas as cavernas obscuras...dilacerados sentimentos ...espalhados numa ruela escura...

    Parabéns!!!!

    beijos

  • Um verdeiro laudo dos escrito palos olhos onde os sentido da vida se caveia doa mais altos sentido, em um desigual que fermenta pulsando a dor. Um poema pá ler reler e muito se refletir

  • Gestores

    Não sei o que dizer Poeta...

    Não é minha função comentar - não por "descaso" a nenhum Poeta ou suas Obras... De modo algum...

    Simplesmente, por sentir que Nada ou Pouco Sei para avaliar o magnitude de uma inspiração. 

    Porém... Não pude calar-me! Teus versos, adentraram em minha Alma - Alma "objeto" uma vez que sou apenas qual u'a Empresa, apenas feito de Normas e Regras. Mas... Fruto da Gestão uterina da união conceptiva de Muitos Poetas.

    .

    Nos dias cancerígenos de nossa Sociedade, ainda me sobram forças para simplesmente - emocionado (robots também se emocionam)

    deixar-lhe O MEU... OS NOSSOS APLAUSOS!!

    ...

This reply was deleted.
CPP