Poesias

TROVAS

 

01

 

Solidão, não me judia,

nem ria como os palhaços...

Que dolorosa ironia

ver quem amo em outros braços!

 

02

Vejo em cada amanhecer,

nascer a nova esperança

que me alegra e me faz crer

que com fé tudo se alcança!

 

Ronnaldo Andrade

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Lindas trovas, poeta! Sou apreciadora

    das trovas. Bjs.

    • Obrigado, Mena .Abraço

  • Extraordinário. Aplausos para você.
    • Ficou Magnífico, Safira. Obrigado !
  • Quadrinhas líricas e lindas! Parabéns! Bjs

    • Marso, obrigado pelo carinho. Bjos

  • Poetas com emoções intensas e autênticas jamais deixarão de serem atuais.

    • Isso é uma verdade, Sam. Obrigado pela precisa.

This reply was deleted.
CPP