Poesias

Tudo somos um para outro

Tudo somos um para outro, manhãs que gritam o alvor

Avais que se pronuncia dos árticos polarizando as nuvens 

Lustres  lapeiam  os curumins cadenciando sobre um fado 

Aquele ontem que ainda grita os ecos respondem 

Uma primavera arejada pelas chuvas que cai sobre uma linda tarde florida

Maneja nosso olhar acústico árida 

Nossos olhos se revelam se molham de amor 

Tempo vem ao alcance de nós somos atos que se amam,  uma só voz

                                                                                              Meu sorriso se prende na boca querendo você, os teus beijos

 

Autor: José Carlos Ribeiro

30/09/2017

Imagens google

https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQJZfKwO6A5ieca0lZ_7lL0qQqzroC7tRz1MtTO2_uvBfUZvnrs&width=500

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Somente o amor explica os mais belos sentimentos" dos olhos onde algo se revelam insanamente
Um tudo que grita dentro de nós ovacionando os plenos desejo

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Brilhante poeta fantástico
    • Meus agradecimentos pelas lindas palavras, 

  • Enaltecimento poético valorizando a troca, aos sentimentos mútuos, que embelezam a vida...

    Adorável poema!

    beijos

    • Tuas palavras enriquece muito esse espaço, obrigada linda poetisa, beijos

  • Cumprimentos pelo trabalho infatigável em prol da literatura.

    • Fico feliz de receber essas tuas lindas palavras, abraços

  • Parabéns, poeta, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

    • Meus agradecimentos pelas lindas palavras

  • Que lindo, José Carlos! Meus parabéns!Bjs

    • Obrigada poetisa pelas lindas palavras

This reply was deleted.
CPP