Poesias

VOAR

VOAR       (Plêiades - CPP)

Viajante em voo sem asas,
Vejo a imagem que penso.
Várzea e planalto múltiplo
Venço de olhos fechados.
Volante nos quatro elementos,
Voltei ao meu reino rútilo,
Vasto Eldorado de dentro.

(E. Rofatto)

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

E. Rofatto- formatação by livita

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Lindo Edvaldo.

  • Gostei da sonoridade de seus versos, na repetição da consoante 'V'.
    Um recurso literário muito utilizado e bonito, aproximando o texto da ideia físico do voo.

    • Grato, Nina! Uma leitura que decodifica as sutilezas do texto é o desejo de quem escreve: seu comentário, um presente, Nina!

  • Deixo aqui minha gratidão a quem ilustrou tão belamente meu texto com a imagem do homem imerso em céu! Pura poesia ao transpor em imagem a minha palavra.

    Obrigado!

  • Poeta Edvaldo belissimo Plêiade

    meus sinceros aplausos...

    • Grato, Eudália!

      Um prazer ter a sua visita e o seu comentário!

      Uma honra ter o seu aplauso, porque exalto a sinceridade dos seus versos.

  • Edvaldo Poeta das Letras...

    .

    Tuas verves advindas como inspirações são um Vasto Eldorado interior...

    E por decreto do Poeta-Mor tinha que ser mesmo no Interior...

    Ah... - Simplesmente para poder em redundância rimar com AMOR!

    ...

    Obrigado pelas tuas Artes advindas de teu Eldorado intimo!

    gaDs - Ah - Obrigado pelos tantos carinhos que fazes a Todos Nós que deixa nossas Almas Aladas (eu mesmo adoro descrever sobre o Voar... Sinto-me em meus sonhos mils vezes Alado... (até tenho muitos posts que citam isso...) + gaDs

    • Sempre um poeta, até nos comentários! Obrigado, obrigado!

      Quem deve sempre agradecer sou eu que encontrei pessoas como você aqui nesta Casa! Já lhe disse antes e repito: você, os demais gestores e os poetas são nossos bons amigos que nos estimulam sempre a pôr em palavras o que o olhar em pensamento divaga. Quem escreve estende uma ponte. que bom que aqui sempre encontrei alguém do outro lado. E generoso, generoso!

      Obrigado, Zeca!

    • Zeca

      Parabéns pelo Acróstico diferente

      E elogio ao nosso querido poeta Edvaldo Rofatto, meu conterrâneo

      Realmente uma pessoa de grande valor lierário

      Abraços aos dois

      Veraiz Souza

    • Você, Veraiz, tem iguais quilates aos do Zeca!

      De coração, também, meu muito obrigado!

This reply was deleted.
CPP