Fórum

Gestores Adm

Tendo em vista o aniversário da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia dia 03/09/2016, estamos abrindo espaço para o primeiro Sarau Poético da Casa, com vistas à edição do primeiro livro de antologia poética, através de editora com serviço gratuito, como a Agbook ou o Clube de Autores, em comemoração ao 1º ano de existência da Casa.

Tema:

Quando a poesia fala ao coração

Até 3 poemas por autor

Máximo de 25 versos

Mínimo de 8 versos

O ideal para este projeto é que os poemas sejam inéditos e façam referência ao tema para que o livro seja uma novidade.

Participação Gratuita:

Basta simplesmente Postar seu(s) poema(s) no Quadro em Branco logo abaixo

e Clicar em "Resposta".

Boas inspirações!

cpp

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Aplausos CPP e toda a equipe responsável.

    Muito lisonjeada pelo acolhimento que recebi nessa casa.
    Agradeço de coração e desejo sucesso sempre.
    Esse evento foi simplesmente belíssimo.

    Abraços poéticos. Irá Rodrigues
  • Parabéns CPP

    Deixo aqui neste nobre recinto

    simples palavras de gratidão

    por existir tal espaço

    onde deixamos falar o coração

    A Casa da Poesia e dos Poetas

    aniversaria e que felicidade!

    trazer mais cultura e alegria, eis sua meta,

    e que marque seu tempo para a posteridade

    Neusa Marilda

  •   Quando a poesia fala ao coração

     

      Sentimentos florescem e incorporam nossa alma

      Invadem nossos sentidos...

      Não sabemos sequer

      Como chegam e nos habitam! 

     

      Sentimentos são bordados nas tramas da alma

       E jamais nos abandonam...

       Embora possam ser adormecidos!

     

      Sentimentos são sonhos

      Que desaguam por encanto

      Em espaços habitados por enigmas, 

      Que sustentam  a energia

      Do espírito que nos comanda!  

    Maria Helena - 4z9\2016 

  • Labirinto De Letrinhas

    .......

    Em tempos andei perdida

    num labirinto de letrinhas

    meio nua...meio vestida

    só com palavras minhas.

    .......

    Não encontrando a saída

    segui a voz de um profeta

    de uma forma tão gemida

    levou-me à casa do poeta.

    ........

    Fiquei encantada com o porteiro

    era grisalho e meio careca

    tinha a alma de cozinheiro

    era apelidado de "Zeca".

    .........

    Logo então recebi um convite

    para entrar e me sentir bem

    por uma musa de nome "Edith"

    tão bela como a minha Mãe.

    ........

    Havia quartos para toda a gente

    arrumadinhos pela "Marsoalex"

    uma governanta de antigamente

    que gostava do brilho... feito pirex.

    ........

    Uma corujinha, chamada Angélica

    do meu quarto, nunca mais saiu

    com a sua visão periférica...

    em mim, uma poeta viu.

    .........

    Bem longe da  minha mira

    entre protões e iões...

    trabalhava a menina "Safira"

    fazendo as formatações.

    .........

    E lá morava também um senhor

    que se chamava, "Adriano Vox"

    se não me engano, era o doutor

    que nos enchia de botox..

    ..........

    Havia uma alma viajante

    com o lindo nome de "Marcos Mollica"

    que me aparecia de rompante

    para me fazer uma visita.

    ..........

    O senhor "Sam" era o entrevistador

    adorava conversar connosco

    tinha um coração cheio de amor

    que nos tirava do desgosto.

    ...........

    Bem perto da minha fronteira

    fica a minha amada "Nieves"

    logo pela manhã, sou a primeira

    a saudá-la com palavras breves.

    .........

    Logo depois entrou "Jesús"

    um novo mordomo espanholado

    que carregava a sua cruz

    e acolheram o pobre coitado.

    ...........

    Cristina Ivens Duarte-4/09/2016

This reply was deleted.
CPP