Fórum

Gestores Adm

Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia

Tema

Na palavra poesia...

Regras de participação

1.Todos os membros podem participar;

2.Proibido o uso do tema como título das obras;

3.Cada autor pode participar com 5 obras;

4. Cada obra deve ter no mínimo 8 versos e no máximo 25 versos;

Ou meia lauda (página) no caso de textos;

5.As obras devem estar inspiradas no tema;

6.As obras devem ser postadas dentro do link deste

Sarau e de modo escrito, na caixa principal do tópico;

7. O Sarau terá duração de  45 dias e se encerrá dia 15/09/18.

8. Permite-se apreciação (comentários) nas obras;

9. Permite-se imagem ilustrativa para efetiva arte pelos designers.

Boas composições!

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

  • O CASTELO DE GUERREIROS

    A casa que não foi edificada
    Sobre areia mesmo que não seja movediça
    A areia das pretensões vagas
    E de momentos fúteis em tardes secas

    A casa que não foi construída
    Com paredes de vidas vazias
    Sem quadros e sem lembranças
    Sem arte e sem significâncias

    A casa que não se ergueu do nada
    Mas da vontade de termos espaço
    Para o verso que se fecha no abraço
    Para a magia que aflora na mente

    O tempo de três anos que não foi medido
    Na pressa de um mundo caduco
    Entijolou poemas e partilhas
    Mais que em rocha firme
    Fincou na palavra poesia
    O castelo que abriga
    Guerreiros da fantasia

     

    (CLÁUDIO ANTONIO MENDES)

    • Eri Paiva

  • Quando a poesia fala ao coração

    Sou um pássaro viajante
    De penas finas
    Canto no sereno
    Ouvindo no escuro

    Voando às alturas
    Procurando a resposta
    Trazendo no bico
    A esperança

    No território da ilusão
    Sonhando um dia
    Encontrar meu ninho
    Viagem e sonhos

    Percebendo tantos ares
    Voando alto, também baixo
    Pedindo socorro à natureza
    Sonhando um dia acomodar

    Fazer um ninho
    Nele morar
    Encontrando a paz
    Podendo dormir e sonhar

     

    José Hilton Rosa

    • Poema sensivel e cativante. Meus parabéns

  • PRESENÇA


    É somente um desabafo:
    este conflito interno e externo
    à procura de um desenlace.

    Dentro e tão particular,
    o silêncio poético
    atiça o surgimento.

    São expressões ou espantos
    que se utilizam da poesia como via,
    em mundo esquecido, displicente.

    A sinceridade do poeta
    clama socorro ao poema,
    a sua fala no mundo.


    Adriano Antonio Pereira

    • Assim o é, poesia como expressão do nosso sentir. Bela composição,Abraços

  • PARTILHA & CONVÍVIO

     

    A casa de portas abertas

    Acolhe andarilhos em frases frenéticas

    Independentes de regras ou ritos

    Trazendo mitos em seus versos

     

    A casa de portas abertas

    A cada momento, a cada postagem

    Celebra

    O que a pressa da vida amassa

     

    A casa de tempo desembrulhado

    Convida para leitura e viagem

    Pelas fantasias em searas poéticas

    Pelas veredas ladeadas de sentimentos

     

    A casa que nos oferece asas

    Gestadas na palavra poesia

    Para que do alto vejamos

    O chão de uma realidade

    Em que verdade se maquia de mentira

    E a mentira viola a castidade

     

    A casa que nos oferece alívio

    Diante do duro cotidiano

    Celebra seu terceiro ano

    De sonhos, partilha e convívio

     

    (Cláudio Antonio Mendes, 5-set-18)

  • Parabéns pela linda casa CPP. aqui todos se sentem felizes.

     

  • PALAVRAS EM POEMAS-Verso livre

    As palavras bailam, voam, enchem o ambiente
    Com a música que vem ao longe.
    Só eu a ouço e minha mão, segura a caneta
    Que delicamente, vão formando versos.
    Lembranças de três anos...
    São muitas e um delicioso amor me aconchega
    Enternece-me....
    Foram tantos os poemas, as crônicas, os versos diversos
    Que fico a recordar....com uma lágrima solta no olhar.
    Giro a caneta, como que para me lembrar mais e mais
    Quantos textos escrevi, quantos comentários eu li e reli.
    Emoção vem, coração acelera, o tempo apressa-me
    Versos ficam difíceis nessa hora, mas
    Vem como furação a palavra mais poética além de AMOR
    É GRATIDÃO.
    Palavras que mais usei em meus poemas e que fecha
    Mais esse Ciclo ...
    Valeu tudo! AMOR E GRATIDÃO!

    Veraiz Souza - 03/09/18

This reply was deleted.
CPP