CARA A CARA COM SAM – HERMES ISRAEL CORREIA DA SILVA

CARA A CARA COM SAM 
HERMES ISRAEL CORREIA DA SILVA

Bem-vindo Hermes, obrigado por outorgar um pouco de seu tempo para essa entrevista.
Esperamos que possamos abrir espaço para os membros da CPP terem uma visão um pouco mais aprofundada sobre sua pessoa. E eu tenho certeza que todos vão gostar muito de tê-lo aqui no CARA A CARA COM SAM.

Hermes: Como já tive oportunidade de enfatizar quando do seu mais do que honroso convite, procurarei como SEMPRE fiz em minha vida, sendo alvo até de algumas reprimendas, sendo de todas a mais contundente: “Peixe morre pela boca...“, ser o mais honesto, sincero e transparente possível, tentando ir ao encontro do intuito desse seu trabalho que é dar uma visão mais abrangente sobre os entrevistados.

S.M: Na essência quem é
Hermes Israel Correia da Silva?
Hermes: Nascido há 70 anos no nordeste brasileiro, mais precisamente no Estado de Pernambuco, 'fui migrado' para o sudeste, mais precisamente para o Estado de São Paulo, com 3 anos de idade! Portanto, 'estou paulista' há 67 anos.
Juntamente comigo, migraram: Painho, mainha e mais duas irmãs e dois irmãos, sendo eu, o caçula!
Por aqui, nasceram mais dois, perfazendo o total de nove na nossa estrutura familiar.
SEMPRE seguindo os preceitos que nos eram passados por nossos pais, fomos crescendo e seguindo nossos destinos, alguns procurando aperfeiçoar-se sempre mais e mais em todos os setores de sua vida, fossem educacionais, profissionais, espirituais, sentimentais...
Iniciei um pouco tarde meus estudos, já contando 12 anos ao terminar o curso primário, o antigo ginasial com 16 e o Curso Científico já com 19!
Pretendendo cursar (Só Deus saberia como...rs) Engenharia, parti para um cursinho pré vestibular e não consegui, nesta primeira empreitada, aprovação para adentrar um Curso Superior!
Resolvi 'dar um tempo' e fiquei durante um ano somente trabalhando, retornando aos estudos, novamente em cursinho pré-vestibular dois anos depois e aprovado em uma Faculdade Municipal, iniciei minha Licenciatura Plena em Matemática, que conclui em 1972!

Em 1973, realizei a coisa mais importante em minha vida, contraindo matrimônio com minha única namorada e atual esposa, sendo que ao iniciarmos nosso namoro eu contava com 21 anos de idade e ela, com tenros 16!
Nossa união foi realizada no dia em que ela completou suas 21 primaveras.
Eu contava 26...

Em inicio 'barra pesada' de casamento, eu lecionava como Professor Contratado à título precário em duas escolas estaduais e em uma ligada ao governo municipal. Em 1974, fomos abençoados em março com a chegada de nossa primogênita e com a minha aprovação em teste realizado para atuar como estagiário no setor de Processamento de Dados do Instituto de Energia Atômica, situado na Cidade Universitária de São Paulo, onde fui galgando algumas posições até solicitar desligamento em 1982 como Analista de Suporte Sênior indo trabalhar no Banco Itaú, da holding ITAÚSA! Durante este período fomos novamente agraciados com o nascimento de uma segunda filha, que infelizmente sobreviveu somente por 10 dias no primeiro mês de 1976 e de uma terceira, que o Criador nos mandou também no mês de março/77.


Desta nova colocação fui desligado no inicio de 1991, sendo admitido no mesmo mês da demissão na PHILCO Rádio e Televisão S/A, que também passou fazer parte da holding ITAÚSA. Permaneci nesta empresa por pouco mais de um ano, sendo desligado em abril/1992.
Em agosto/1992 fui admitido na CIBA-GEIGY QUÍMICA S/A, por lá prestando serviços até janeiro/1997. Após, resolvi adentrar pelo campo do treinamento e consultoria em Informática, setor onde atuei até janeiro/2008.
Aposentado desde 1997, realizei alguns trabalhos esporádicos, sendo o de mais relevante minha atuação como CENSOR no Censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2010!


Também neste ano resolvi realizar um sonho antigo, prestei novo vestibular e iniciei meu Curso de DIREITO, que concluí em dezembro/2014, colocando grau como Bacharel em jan/2015! Minhas filhas formaram-se respectivamente, a primogênita como Jornalista, pelo Instituto Metodista de Ensino Superior e a caçula como Médica, pela Faculdade de Medicina do ABC.


Ambas contraíram matrimônio e são dedicadas mamães! A primogênita nos presenteou com uma netinha, que também é nossa neta primogênita, e a caçula, nos agraciou com um netinho, uma nova netinha e mais um netinho... São quatro ferinhas...rs

Saliento que meu ingresso nesta excitante área da escrita, onde procuro relatar casos fáticos e alguns desenvolvidos por minha imaginação, desde a época em que atuei como consultor na área de Informática e que realizei serviços na cidade de Pederneiras, cidade do interior de São Paulo situada entre as cidades de Baurú e Jaú, onde retornava para casa que dista por volta de 400 km do local onde me encontrava e devido à cansativa viagem que tinha de empreender, em finais de semana alternados, sobrando-me bom tempo para caminhadas e observações acerca dos 'causos' que ousei escrever!
Agradeço a um sobrinho carioca, que tem por nome Bruno Costa, que indicou-me o site www.recantodasletras.com.br, onde eu poderia 'dar asas a minha imaginação' e publicar sem qualquer ônus meus pseudos contos, bem como as tentativas de enveredar por outros estilos de escritas.

Agora, também sou agraciado em fazer parte da Sociedade de Poetas e Escritores de Vila Prudente, bem como da CASA DOS POETAS E DA POESIA, nas quais também estou angariando expressivo número de AMIGOS(AS), todos autênticas feras na arte do poetizar e do bem escrever!


HOJE, tenho por volta de uns 500 textos publicados no RL, mais de 170.000 acessos e, o mais importante, vários (as) AMIGOS(AS) de verdade, embora a amizade com a grande maioria advenha somente na forma internáutica, com os quais muito aprendi e venho aprendendo e que, quiçá, sigam sendo meus parceiros até o dia que não exista mais o local para a escrita, não consigamos mais por lá postar ou até que o Criador coloque um termo final em nossa participação aqui por esta nossa vida teste!

Vamos em frente com a entrevista!

S.M: Concorda que a literatura está espalhada por romances, contos, crônicas, poemas e peças de teatro? Em que outro ambiente espalharia a literatura?
Hermes: Sob a minha paupérrima visão, obviamente a literatura efetivamente ‘nada de braçada’ pelos ambientes que enumerou, aos quais ouso também acrescer as várias outras formas de transmissão (sonetos, letras de músicas, acrósticos, haikais, cordel,...), encenações realizadas até em simples aulas nas formações tradicionais (fundamental, segundo grau, superior...), em eventos infantis, tais como comemorações de aniversários, formaturas, enfim, talvez cometendo algum ‘sacrilégio’, ouso seguir na esteira do dito:“ Onde dois ou mais se reunirem para falarem em Meu Nome, lá estarei presente! “, proferindo para difundir a literatura:“ Onde pessoas se reunirem possibilitando a difusão da literatura, que haja esta difusão! “.

S.M: Você acha que ninguém em sã consciência é poeta, ou isso é coisa que se aprende a lidar? Hermes: Magnífico questionamento... Vou tentar estabelecer um paralelo: Em sua obra denominada “Discurso sobre a origem e os fundamentes da desigualdade entre os homens”, Rousseau defendia que o homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe! Por outro lado, segundo o filósofo inglês Thomas Hobbes, que defende a tese na obra “O Leviatã”, o homem já nasce mau, não sabendo viver em sociedade, necessitando de um estado autoritário que dite as regras, as normas de convivência.”. Para uma boa parte dos seres humanos, aqueles dotados de sentimentalismo para dizer das coisas belas que a vida nos apresenta, são escórias da sociedade, não querendo saber de produzir coisas que efetivamente vão ao encontro das necessidades de sobrevivência. Portanto, se ainda na fase criança, alguém se dedica a literatura, via de regra é tachado ‘lunático’ e tem de enfrentar muitas barreiras para seguir em sua predileção! Sob o ponto de vista dos que ojerizam esta forma de vida, segue a filosofia de Hobbes... Conheci algumas pessoas que por razões mil, apesar de gostarem de literatura tolheram seus ímpetos nesta direção, e sem recursos outros, para demonstrarem sua querência, vivem rimando SEMPRE em ão, que denotam como sendo bem mais simples. Por exemplo: “Em plena noite, comi com apetite um prato de feijão / No dia seguinte, passei todo o dia sentado no trono, meu irmão... “... Apesar de puerilidade, se enquadraria na tese de Rousseau!

S.M: Qual é a memória mais feliz da sua infância? O que a tornou tão especial?
Hermes: Há, Graças dou sempre, várias memórias felizes em minha infância, no entanto tenho guardado em lugar especial em minha mente, as aulas de português no meu antigo curso primário, quando a Professora Rafaela pedia que tirássemos uma folha do nosso caderno e escrevêssemos uma redação acerca da imagem que ela havia colado no quadro-negro! A Mestra possuía enorme coleção de imagens que eram estampadas em cada mês dos antigos calendários, que eram dadas aos comerciantes aos fregueses. Eram imagens, via de regra, sempre compostas por crianças em ambientes diversos, tais como: à beira de um rio pescando, sobre uma árvore colhendo frutos, em um roseiral colhendo rosas, montando em cavalos, tirando leite de vacas, etc. Extremamente rigorosa, a MESTRA corrigia rigorosamente as redações e era muito difícil que alguém auferisse uma avaliação maior do que 75 nestas avaliações (P.S.: Na época, o sistema de avaliação ia de 0 até 100... rs). Embora, pelo que me lembre nunca auferisse avaliação maior do que 65, se algo aprendi em matéria de redação, devo a inesquecível MESTRA essa primazia!


S.M: A carne vermelha agride o coração. A carne da galinha está encharcada de antibióticos. Poeta Hermes não me entenda mal, eu gosto muito da minha saúde tal como gosto da carne vermelha, e de uma galinha à cabidela! Será que estamos perdidos na alimentação? Hermes: Sob meu ponto de vista, sou adepto do dito: “Se ficar o bicho pega, se correr o bicho come!“... Acredito que não devemos e nem podemos abrir mão daquilo que nos dá prazer na alimentação! É obvio que, também gostando de mais dois ditos, respectivamente: “FAZ POR TI QUE EU TE AJUDAREI” e “TUDO O QUE POR AQUI SEMEARES, POR AQUI MESMO COLHERÁS”, defendo que cada um sabe de suas limitações e deve tratar com muito critério TUDO o que se refere a uma sua boa estadia aqui por esta nossa vida teste concedida pelo Criador!


S.M: É possível morrer de fazer sexo? Ou é mais fácil morrer de tanto rir?
Hermes: Estou sorrindo muito e não estou receoso por minha integridade física...rs Creio que fazer sexo é uma das melhores coisas de nossa existência e é muito mais fácil morrer se não fizer sexo do que no caso contrário...rs

S.M: O ser humano está perdendo o senso da responsabilidade social e do respeito com o seu semelhante em todos os sentidos. Qual a sua interpretação sobre isso?
Hermes: Vamos por partes: Será que um elemento que tem a coragem de desviar verba destinada à compra de alimentos para servir merenda escolar em escolas públicas, onde uma grande maioria das crianças que lá estudam, só tem esta forma de alimentação, sabe o que é responsabilidade social e respeito com seus semelhantes? Por outro lado, será que um aluno que agride fisicamente uma dedicada professora que à quisa de querer dar-lhe uma boa formação, avaliou-o pobremente devido seu mau desempenho em sala de aula, tem ou teve algum dia noções do que é respeito com seus semelhantes? Sob o meu ponto de vista, se houvesse mais EDUCAÇÃO em todas as áreas de atuação, não somente no Brasil, mas também em muitos outros países, certamente teríamos muito mais de 80% em todos os segmentos.


S.M: Você acha que para um estuprador a solução é a castração química? Ou a reabilitação desse monstro é á sete palmos?
Hermes: Como bem finalizou esta questão, quando indagou acerca da ‘reabilitação desse monstro’, acredito que um elemento com tais características não tem volta. Exemplifico: Se for submetido à castração química, seu problema prende-se à tese de Hobbes. Posso ser radical ao extremo, mas para mim, se um fulano é estuprador, já é ruim por natureza. Se for submetido à castração química, certamente cometerá outros crimes utilizando outras circunstâncias. Infelizmente, não sei precisar se tirar-lhe a vida é solução... Desculpe-me, mas vou ficar ‘em cima do muro’! Só Deus na causa...


S.M: No seu entender é possível o socialismo triunfar sobre o capitalismo?
Hermes: Estou me sentindo esnucado... rs Creio que logo sofrerei uma ‘esnuca de bico’ e não saberei como me safar... rs Imaginemos que estamos vivendo em companhia de nossa esposa após mais de 50 anos de união, em uma residência aconchegante e que SEMPRE nos proporcionou uma vida digna. É decretado o socialismo e legislado que um casal que vive em local que comporte mais pessoas tem de abrigar outra família que não tem um teto para se abrigar! Sinceramente, não sei se interpreto corretamente o que é delegado ao sistema socialista empreender, no entanto, por exemplos que tivemos relatados por alguns imigrantes chegados ao Brasil, ‘a coisa’ gira mais ou menos nessa direção em regimes socialistas implementados em seus respectivos países. Porém, devido à insatisfação gerada pelos últimos escândalos ocorridos aqui pelo nosso pais, há esta possibilidade...


S.M: Quais são seus principais cuidados para manter a saúde?
Hermes: Creio que SEMPRE procurei e sigo procurando, antecipar-me a possíveis males que possam me atingir! Sabemos que com as dificuldades inerentes à procura de atendimento médico, nem sempre é possível tal procedimento, no entanto, como a questão foi específica para mim, posso responder precisamente por algo fático que, Graças aos meus cuidados, detectei em tempo hábil de sanar. Após completar meus 40 anos, iniciei meus exames anuais com o urologista, suportando com muita garra as piadas e gozações dos ‘algozes amigos’... rs SEMPRE ouvia respostas positivas dos doutores que realizavam meus exames e seguia firme e forte minha vida! Até que, eu mesmo comecei perceber que alguma coisa não estava indo muito bem com esta parte de minha saúde. Notei que pela manhã, minha micção não apresentava a potência normal que apresentava. Notei também que com o passar do dia a normalidade ia sendo restabelecida. Comprovada a situação, fui imediatamente procurar o urologista, que me pediu um exame de PSA, constatando que os índices normais estavam alterados. De realização em realização de novos exames, foi descoberto um nódulo e tive de fazer uma erradicação da próstata há dez anos. Então, Graças ao conhecimento das funções básicas do meu organismo e um constante policiamento acerca dos seus funcionamentos, tenho conseguido manter uma boa saúde.


S.M: O que você gosta de fazer para expulsar o feijão-com-arroz?
Hermes: Como diz parte da letra de uma canção de sucesso dos ‘garotos’ dos Engenheiros do Hawaii: “ Prá ser sincero... “, que faz deliciosos quitutes é minha esposa e da forma maravilhosa que ela cozinha, qualquer coisa é SEMPRE bem vinda... rs

S.M: Qual a Deusa da mitologia grega que convidaria para um chá das cinco?
Hermes: Como fui batizado como um Deus da Mitologia Grega (Deus da eloquência, da hermenêutica, das comunicações e viagens, do comércio, da ginástica, da astronomia, da magia, da divinação, dos ladrões, dos diplomatas e de algumas formas de iniciação, guia das almas dos mortos para o reino de Hades), ousaria convidar uma terráquea, não Deusa da mitologia grega, mas minha deusa aqui nesta minha existência teste. Para um especialíssimo chá das cinco convidaria SEMPRE minha esposa Marilene!


S.M: No que diz respeito à culinária, quais são suas restrições?
Hermes: Creio que somente desgosto de cebola cozida, de pele de ave e de vatapá muito apimentado... rs


S.M: Qual a importância de olhar para trás?
Hermes: Creio que facilita nossa verificação no que falhamos e SEMPRE possibilita uma chance de melhoria!


S.M: Se você pudesse dar um conselho os atuais membros da política, qual seria?
Hermes: Peçam para sair e deem oportunidade para que haja uma nova tentativa de achar alguns que pensem no bem estar de seus semelhantes. Apesar de na atual conjuntura encontrar-se políticos com respaldo suficiente para atingir percentual em maioria de credibilidade, sigo acreditando que até Diógenes com sua lanterna, encontraria ainda e cada vez mais, dificuldades em encontrar um homem justo!


S.M: Já esteve em conflito interpessoal?
Hermes: Pelo que me consta,..., NÃO!

S.M: Será verdade que os seios são a primeira coisa que o homem contempla em uma mulher? Hermes: Há controvérsias! Convenhamos que com o advento do silicone, depois de se olhar diretamente para os seios, ergue-se a vista e enxerga-se um rosto tenebroso para os padrões de beleza que estipulamos para uma mulher! Creio que depois de um belo rostinho, ai vai se analisando os demais predicados!


S.M: Qualquer profissão é possível para qualquer gênero?
Hermes: Creio que sim, apesar de ficar um tanto quanto difícil para um trans do masculino para o feminino que não realizou redesignação sexual (CRS), participar de campanhas de calcinhas... rs


S.M: Quais dessas perguntas você faria para uma garota de programa? Como você começou, há quanto tempo, quanto você cobra? Você já sofreu algum tipo de discriminação ou violência?Hermes: Atendo-me somente às duas questões sugeridas, ficaria com a segunda: “ Você já sofreu algum tipo de discriminação ou violência?”.


S. M: Para qual dessas frases de Albert Einstein tiraria o chapéu? "A imaginação é mais importante que o conhecimento." - "Os intelectuais resolvem os problemas; os gênios evitam-nos.”. Hermes: Sob meu ponto de vista, “ A imaginação é mais importante que o conhecimento.”.

S.M: Texto sensual é como a matemática, se enganarmos na fórmula, fica o caldo entornado. Quer comentar?
Hermes: Como sou licenciado em matemática, olhando por este ângulo, se nos enganarmos no uso de uma fórmula para resolvermos determinada questão, certamente o caldo será entornado e não chegaremos a um resultado correto. Acredito que se um gabaritado autor de textos sensuais, mesmo que cometa um engano na fórmula utilizada para concepção de um específico texto, poderá até ter o recado que quis transmitir maculado, no entanto, por vezes até comete a proeza de enveredar por um texto que, embora capengue, consiga agradar aqueles que o leem. Então, apesar do deslize, não terá o seu caldo entornado!


S.M: Qual a sua opinião sobre o sistema Brasileiro de ensino?
Hermes: Segue deixando muito a desejar! Olhando estritamente para o ensino em si, basta observarmos o nível de aprendizado coletado pelos estudantes após terem sido formados. Não posso e nem devo me alongar muito e, em sendo assim, prefiro mostrar em exemplo e citação, casos recentes da mostra de não seguimento do mínimo possível dos conhecimentos necessários para alunos formados, segundo seu grau de formação. Há casos absurdos em vestibulares que postulantes a vagas em ensino superior, apresentam verdadeiras aberrações nas redações, em cálculos simples envolvendo as quatro operações, ao denominar capitais de nossos estados, ao citar nomes de figuras proeminentes de nossa história, etc. Em certa ocasião, em aula de Curso de Direito, uma MESTRA da cadeira de Direito Civil, ao comentar o resultado de uma avaliação que havia aplicado aos discentes, bastante constrangida esclareceu que apesar de não ser objeto de usa matéria, alguém havia escrito a palavra EXAME, grafando-a como EZAME e tal erro certamente seria objeto de censura de qualquer JUIZ a um Advogado se estivesse lendo uma Petição e por lá encontrasse tão grosseiro erro! Nota-se pelo exemplo e citações que os alunos não tiveram uma base sólido para seguirem evoluindo nos estudos!

S.M: Já conheceu uma determinada pessoa que de tão mal-humorada que chegava a ser engraçada? Hermes: Com certeza! Um ex-concunhado vivia constantemente mal-humorado! Foram várias as situações que certas intervenções que fazia com seu eterno mau-humor... Eu dava uma conotação hilária às suas intervenções quando estávamos em momento de repouso sentados na sala assistindo ao jornal na TV! Enquanto assistíamos ao jornal online, o concunhado seguia de cabeça baixa lendo o seu jornal escrito e, de vez em quando erguia os olhos, olhava para a telinha e reprovava algo que estava sendo exibido na telinha, chegando até a comentar a postura dos apresentadores! Baixava novamente os olhos e seguia lendo o que julgava importante no jornal escrito... rs Pode?


S.M: Pratique algumas obras de bondade e compaixão. Faço isso anonimamente ou sem anonimato? Hermes: Tomo como exemplo alguns artistas que sabemos colaborar com algumas instituições de caridade... Vez por outra ouço comentários de que fulano de tal, um dos artistas que sei que colabora com atos de caridade, vai levar para o túmulo a fortuna que possui, pois não dá um centavo para ajudar seus semelhantes! Quando, pressionado por alguns apresentadores de programas dos quais participa, mesmo a contragosto, cita alguma instituição com a qual colabora... Ai, o mesmos que o criticam por supostamente não auxiliar os mais necessitados, dizem que há artistas que ficam divulgando o que fazem somente para passar por bonzinho... Aqui, também vale dizer: “ Se ficar o bicho pega, se correr, o bicho come... “... Ainda prefiro o anonimato...


S.M: Será que os pastores podem transformar o evangelho em um empreendimento? Será que eles têm essa permissão de Deus?
Hermes: “FAZEI O BEM SEM OLHAR A QUEM...“! Em qualquer empreendimento, o empreendedor SEMPRE procura quem tem possibilidade de lhe trazer algum retorno... Pelo que sei acerca da passagem do Filho Unigênito do Criador por aqui, NUNCA recebeu e nem esperou retorno de todos os bens que por aqui praticou... Então,...


S.M: Um bom advogado tem que ser solidário com o inocente e árduo com o transgressor? Qual o limite da ética e da moral para um advogado?
Hermes: Bem... Vou repetir por aqui um dizer que ouvi de um excelente MESTRE que tive em meu bacharelado de Direito! Assim como em qualquer área de atuação em nossa vida, o exercício da função de executor da lei é um trabalho como outro qualquer. Executa-se um trabalho em prol de alguém e se é remunerado pelo trabalho executado. Em sendo assim, o advogado tem de executar o melhor que puder, pois está representando seu cliente junto ao judiciário, haja vista ele não ter autonomia para fazê-lo. É chocante, por exemplo, assistir um advogado defendendo com veemência um cliente que estuprou um bebê com poucos meses de vida! Agindo dentro da ética, da moral, dos bons costumes, do respeito às instituições, do respeito aos acusadores e tudo o mais, o defensor do(a) crápula, mesmo sabendo que seu cliente não tem a menor chance de uma absolvição, tem de fazer o melhor para achar escapatórias nos melindres da lei que ao menos amenizem os rigores do que terá de responder, como por exemplo, algumas atenuantes, até orientando seu cliente para que haja convenientemente para passar aos jurados uma imagem de arrependimento! Convenhamos que um advogado que tendo o cliente em primeira instância condenado a pena máxima pelo crime cometido, consegue reduzi-la em pelo menos uns cinco anos, já terá obtido uma grande vitória, agindo dentro de todos os princípios que foram acima elencados...


S.M: Finalize essa frase... E daí, você me pergunta:
Hermes: “Você não foi muito condescendente com seus colegas de direito?“... Eu responderia que não! Creio que muitos se lembram do caso envolvendo o cantor Lindomar Castilho, que na noite de 30 de março de 1981, foi até o bar Belle Époque, situado na Alameda Santos em São Paulo, onde sua ex-esposa, a também cantora Eliane Aparecida de Grammont, fazia uma apresentação, acompanhada pelo violonista Carlos Roberto da Silva, alcunhado Carlos Randal, primo de Castilho. Totalmente destemperado, o cantor que portava uma arma desfechou cinco tiros atingindo-a no peito, sendo que uma das balas atingiu seu primo no abdome... Houve um concorrido júri e o advogado de defesa, apesar de ter defendido um cliente preso em flagrante delito onde ocorreu um óbito e uma tentativa de assassinato, seguindo todos os preceitos estabelecidos para defesa legal, perdeu por somente 4 a 3, que para o meio jurídico foi uma vitória, haja vista que o crime e a tentativa de assassinato foram cometidos por motivo torpe e que o assassino foi preso em flagrante! Saliente-se que o advogado de defesa baseou-se no direito que existia de legítima defesa da honra, salientando que o acusado havia sido traído pela vítima e que agiu impensadamente devido haver sido criado segundo as normas rígidas de fidelidade existentes no local de sua criação. Em sendo assim, conseguiu ‘fazer a cabeça’ de 3 dos 7 jurados que decidiram!


S.M: Sua escolha para interpretar um personagem de um filme, monge, galã, eremita, barítono ou tenor da trágica ópera Madame Butterfly?
Hermes: Escolheria o excelente ator Lima Duarte para interpretar um monge! Creio que teria uma excepcional interpretação, baseando-me em papeis anteriores que desempenhou em inúmera novelas, casos especiais, filmes e peças teatrais...

S.M: O que dizer para uma criança diante dessas perguntas...
“Pode homem beijar um homem? E mulher beijar mulher?”
Hermes: “Você, meu filho, somente não pode como deve beijar o papai, seus irmãos e todos os homens pelos quais nutrir querência!” e, “Você, minha filha, somente não pode como deve beijar a mamãe, suas irmãs e todas as mulheres pelas quais nutrir querência!”... Somente daria mais um alerta adicional: “As manifestações de carinho explícitas em companheiros(as) de seu mesmo sexo devem ser feitas em locais propícios e que não firam susceptibilidades...”... Creio que para um(a) bom(boa) entendedor(a) um pingo é um pingo... rs


Um pedido clássico do Cara a Cara...
Faça sua leitura nessa imagem!

Incrível, porém, assim que fixei os olhos na imagem, me veio à mente: “Cinto de castidade”. E qual analogia que fiz para que viesse à mente tal pensamento? Simples,..., como o cinto de castidade foi um acessório projetado para ser usado sobre o ventre, envolvendo totalmente os órgãos genitais e trancado ao redor da cintura por cadeado de modo a frustrar, limitar ou restringir a atividade sexual (penetração), orgasmo e a masturbação, o machão apaixonado pela jovem para não utilizar métodos medievais, resolveu inovar e protegê-la de eventuais assédios contando com o auxilio de dois ferozes leopardos para preservar todos os dotes sua estonteante tigresa!

Música de fundo
Christina Perri - A Thousand Years
(Piano/Cello Cover) - The Piano Guys

Deixe as suas considerações

Acima de tudo, agradeço ao sensacional MESTRE poeta/escritor/coordenador/entrevistador/... e tudo o mais, paciente SAM MORENO pela honra que me concedeu em fazer parte deste seleto rol de grandes personalidades! Indo ao encontro total de tudo o que explanei e mostrei ao longo dos muito bem elaborados questionamentos, ousei conceber o ACRÓSTICO que abaixo compartilho:

Hermes, a CPP agradece a gentileza
de nos outorgar essa entrevista
e partilhar conosco sua trajetória,
que é um grande incentivo inspiração
para outras pessoas!

Abarcamentos Hollywoodianos
Até a próxima entrevista!

SAM MORENO

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Muito interessante, adorei ler! Parabéns Sr. Hermes, parabéns querido Sam!

    • Prezada jovem MESTRA poetisa/escritora Maria Dolores Salmerão Fender! As palavras de apoio e amizade advindas dos comentários que estão sendo postados por aqui, tem o condão de me incentivar sempre mais e mais, baseado na experiência, criatividade e muita competência do rol de poetas(isas)/escritores(as) da CPP, que vivo reputando repleto de verdadeiras feras no quesito escrever! Agradeço-lhe muito pelas palavras e pelos merecidos parabéns também enviados ao insuperável MESTRE SAM MORENO, que com toda sua capacidade, criatividade e impecabilidade, com as indagações que me foram formuladas me permitirem demonstrar minha imparcialidade, veracidade e muita honestidade através minhas respostas! Convenhamos que, ao final de tudo, A FAMÍLIA É A BASE DE TUDO, o que creio ter conseguido demonstrar...rs   Abraços e respeitosos beijos à cara poetisa/escritora e a todos aqueles aos quais quer bem! Tudo de bom SEMPRE, fiquem com Deus SEMPRE e,..., até de repente! NAMASTÊ!   

  • Estou encantada com essa entrevista...

    Entrevistado e entrevistador meus sinceros parabéns,

    foi um prazer conhecer um pouco deste grande poeta Hermes Israel deixo meu abraço amigo...

    • Prezada jovem MESTRA poetisa/escritora Eudalia Alves Martins! Quase no 'apagar das luzes' deste domingo e consequentemente de mais uma semana que passou, cá estou extremamente emocionado para agradecer por mais uma honrosa visita de mais uma que compõem o 'balaustre' das sumidades da escrita CPP! Muito salutar estar recebendo opiniões abalizadas de tanta gente de gabarito! Procurando 'ajeitar-me' dentro das competentes questões que me foram formuladas pelo competente SAM MORENO, creio que me 'desnudei' por inteiro e exprimi efetivamente toda a minha alegria e contentamento em estar já há algum tempo vivendo esta vida teste, que nos foi graciosamente ofertada por Nosso Criador! SEMPRE tive em mente que FAMÍLIA É A BASE DE TUDO e exatamente por este motivo ,'entrei de cabeça' em minha família, desde os primórdios até os dias atuais, procurando SEMPRE ser fiel aos meus princípios e minhas crenças! Mais uma vez, muito grato pela honra de sua visita e comentário! Abraços e SEMPRE respeitosos beijos! Tudo de bom SEMPRE, fiquem com Deus SEMPRE e,..., até de repente! NAMASTÊ! 

      • Bem agora eu e que fiquei emocionada com suas palavras,

        mais agradeço abraço poeta Hermes....

  • Excelente entrevista Sam, parabéns. Tudo muito bem elaborado.

    E parabéns ao poeta Hermes. Adorei conhece-lo melhor, saber um pouco da sua vida, a sua vasta cultura.

    Parabéns aos dois .

    Beijinhos

    • Prezada jovem MESTRA poetisa/escritora Livita Silva! Tenho sido por demais repetitivo em minhas comunicações e vou sê-lo aqui por mais uma vez...rs   É para mais do que muito salutar receber mensagens de incentivo que provem dos(as) AMIGOS(AS) que tenho a satisfação em angariar neste meio tão acrescentante culturalmente! Tenho exultado aqui pelo CPP em 'tomar tento' da enorme gama de excelência que emana das verdadeiras feras da escrita, postando verdadeiras obras primas em todos os tipos de composições, que muito me deleitam saborear! Tudo de bom em sua vida SEMPRE, fiquem com Deus SEMPRE e,..., até de repente! NAMASTÊ!     

  • Hermeeeesssss!!!!
    Que entrevista mais lindaaaaa!!!!!!!
    Adorei saber mais de ti! Sua história de vida é encantadora!
    E que família linda você e a Marilene construíram juntos! Deus abençoe muito e sempre!
    Sinto-me honrada por sua amizade!
    Recebe meu carinho incondicional, meu amigo poeta!
    Show! Show de entrevista!

    Sam, ja estava com saudades de suas tão bem boladas entrevistas! Tiro meu chapéu para você, meu amigo poeta! Louvo sua inteligência!

    Abraços repletos de carinhos ao entrevistado e entrevistador!

    : )
    • Prezadíssima e, ousando, querídissima, SEMPRE jovem MESTRA poetisa/escritora, madrinha CPP, Elaine Márcia! Achei tão emocionante e acrescentante sua história contada em seus maravilhosos depoimentos quando de sua entrevista que resolvi nela basear-me para também compor a minha! Certo que minha história não chega nem aos pés do que nos relatou em matéria da emoção, denodo e luta em busca da felicidade. O evento sua filha em 'conluio' com sua irmã gêmea para a colocação neste mundo de mais um ANJO denominado LAYANE, que tem você e sua irmã Márcia Elaine (Registrada Marcelane) como mães é, pelo menos para mim, ocorrida com pessoa que conheço, embora virtualmente, inédito! Mas quis seguir por sua esteira demonstrando uma história de união, até o dia atual, perene, sustentada pela amizade, pelo respeito mutuo, pelo congraçamento, pelo companheirismo, pela solidariedade e, acima de tudo, FÉ e AMOR! Muito agradeço por esta sua mensagem e sigo externando meus votos para que siga sua vida, SEMPRE sob a proteção do Criador, com muito sucesso e felicidade! NAMASTÊ!

      • Aí Hermes, assim você me faz chorar! Voltei aqui para te dizer que vatapá é uma de minhas comidas preferidas e me deparo com esta seu texto exaltante! Obrigada!
        Só um detalhe, somos sete irmãs e eu sou a quinta, a Márcia é a caçulinha da prole!
        Mais uma vez obrigada por seu carinho, meu afilhado CPP!
        : )
This reply was deleted.
CPP