.

O poema que não fim

é assim chamado, por ter, sempre continuação com o ultimo verso

do poema composto pelo último participante.

    Nas oficinas deste grupo não é permitido postar imagens

nem comentários de apreciação, pois isto quebra a chave do poema.

    Os títulos serão desnecessários,

o melhor é que quem compor deixe o título para quando postar em seu blog.

    Se acontecer de alguém compor na mesma chave e postar,

ficando, desta forma dois poemas com a mesma chave,

o ultimo poema postado será excluído.

Boas composições!

11 Members
Join Us!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Cadê a chave 2?

  • Gente!!!!!!!!!!!!!! O que é isto que não encontro a ponta do fio deste novelo?! Amo esta modalidade mas ela está sempre atropelada. Já fui nos marcadores 1, 2, 3, 4,  e ...

    está tudo misturado. Edith vamos ajeitar amiga! Se já ajeitou me diga aonde dá continuidade.  Se não tem como ajeitar  deixemos o que já foi postado e comecemos uma página nova!

    Ok Flor do Pará?!

    • Adm

      Eri estou te esperando.

    • Adm

      Eri, querida, descobrir um grave erro de página nesta versão 3.0 da NING, que é esta que usamos. Quando criei a oficina e começamos a movimentar respondendo aos participantes, no começo tudo ia bem, mas quando chegou na resposta 9 os poemas começam a pular par o meio  e assim se comportam, de modo que não ficam mais em sequência, eu fiz testes para tirar dúvidas e confirmei a desordem. O jeito que encontrei desta oficina continuar é postando o poema construido com ultimo verso do primeiro poema, ou seja o poema que está, sempre no topo, porém o participante deve postar na caixa grande e nunca clicar em responder. Os poemas estão em ordem inversa. Veja, eu fiz o poema no verso de Marcia que era o primeiro, agora você vai compor no ultimo vero do meu poema que é: Na penumbra que envolve nosso quarto.

  • Oi, não ncontro o último verso do poema.

    Bjs

  • Olá, boa noite! Estou perdido... Onde encontro o último verso do último poema?
    • Adm

      Oi Adriano Rios Vieira, o verso para se compor aqui é sempre o ultimo verso do primeiro poema.

      No Caso: De mais uma noite de amor sem fim.

  • Adm

    Eu vou abrir pra vc ver como vai ficar.

  • Adm

    Nieves eu vou ter de mudar a ordem de postagem. No caso a postagem ficará, sempre na caixa grande e o participante fará a composição, sempre com o ultimo verso do primeiro poema.

  • Adm

    Vou tentar algo

This reply was deleted.

Fórum

Adm

Recomeçar - Chave I

Amo as tardes mornas de verão, O sentir da brisa nos sonhos da vida. Amo esta quimera, esta emoção Esta saudade, por vezes, dolorida. Amo a força que me leva à brida, E me instiga uma nova floração. Amo as tardes mornas de verão, O sentir da brisa nos sonhos da vida.   Colher dos frutos de cada lunação, E cantar uma nova cantiga, É o que nos leva vencer provação. E neste labirinto que nos intriga, Amo as tardes mornas de verão.   Edith Lobato – 2009

Saiba mais…
65 respostas · Respondido por Marsoalex Jun 10
CPP