Natal - Prosa poética - Veraiz Souza

Um menino nasceu...

Em uma manjedoura.

Talvez esse acontecimento

Não teria tanta importância

Nem seria notado, nos dias de hoje

Se Ele não fosse o Menino Deus.

Como uma criança comum

Quis vir ao mundo dos humanos

E humano foi, até sua morte e morte de Cruz.

Porém...mostrou a todos

Que não era um simples mortal.

Pois ressuscitou.

Rolou a pesada pedra que fechava, seu leito de morte

Suas vestes alvas, deixou, para provar que ali esteve

Subiu ao Céu. Está á direita do Pai.

Cuida da humanidade, que sempre lhe pertenceu

Ensinando ainda a nós todos

Que o amor, foi a maior e mais linda lição que deixou.

FELIZ NATAL A TODOS

Veraiz Souza - 17/12/2017

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –
CPP