Águas, bênção do céu

Águas, bênção do céu

No momento, o que desejo é me redimir,
Sinto água branda em meu corpo cair,
Leva fracassos que encontrei pela estrada,
Ampara este ser em sua jornada.

Águas suaves com aromas e sabores,
Traz à minha alma, novamente, ardores,
Refresca o corpo, dá um fim às impurezas,
Faz do meu viver cenário de beleza.

Absolve-me de meus pecados,
Faz-me livre, não um ser aprisionado,
Incentiva-me a viver e crer na vida,
Águas, benção do céu, faz-me redimida.

Marcia Aparecida Mancebo - 08/08/2017

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Parabéns, poetisa amiga, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz

  • Nossaaaa! Que lindooooooo!!! Parabéns Márcia!!

  • Linda benção, encantada amiga Marcia, beijinhos.

  • Muito lindo seu poema, Márcia! Bjs.

  • Linda interpretação amiga querida

    Aplausos pelo talento

    gDE BEIJO

  • E coloque bênção do céu nisso tudo! Será uma súplica amiga Marcia – ou uma franca confabulação com Eros?

  • Adm

    Parece uma súplica, Marcia.

    Lindíssima interpretação da imagem.

    Parabéns!

This reply was deleted.
CPP