Beleza castigada

 

 

 

No olhar o frio e cinzento piso
Não reflete seu medo e sua dor
Na paisagem sinistra, um aviso
Serás tu, castigado com pendor


Seu crime, postulante e declarado
Foi ter nascido belo...só isto somente
Numa época sombria e decadente
Gerou inveja e cobiça, foi seu pecado!

 

O castigo será seu aprisionamento
Desgastará sua imagem....beleza perdida
Ali jaz, na irreversível roda do tempo
Sentirás a dor de morrer em vida!

 

 

 

Março/ 2018 - Lilian Ferraz

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores

    • Obrigada, querida. Ficou Show a formatação. beijos

  • Gestores

    Uau!!! Fabuloso! Parabéns!  

    • Oi Angélica! Obrigada pela atenção e incentivo. Abraços

  • Gestores Adm

    Nossa! Como disse Nina, leitura surpreenedente.

    Por esta razão que este exercício é bom e, ganha quem vem.

    Parabéns, Lilian.

    • Oi Edith, muito obrigada pelo carinho. Beijos

  • Uauuuuuu! Menina, seu poema ficou ótimo!

    Sua leitura da imagem me surpreendeu. Gostei!

    Beijos!

    Nina

    • Oi Nina. Obrigada querida pela atenção

       

      Beijos

This reply was deleted.
CPP