" Carinhos Vindos Do Céu "

A minha casinha era muito humilde,

Porém a felicidade nela entrava,

Com a gatinha Clotilde,

O meu coração também miava.

**

Não é que a bichinha teve a lembrança...

De subir ao telhado e levar-me com ela!

O céu azul fez uma festança,

E a meia lua ficou amarela.

**

O meu escadote tremelicava,

Eu parecia uma bailarina,

A Clotilde para mim olhava,

Com os seus olhos de felina.

**

 Para grande surpresa minha,

Choveram estrelas do céu marinho,

Tão maternas como as andorinhas,

Paparicaram-me a mão, com o seu biquinho.

**

Cristina Ivens Duarte-4/11/2017

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores

    Fiquei encantado com o primor da sua obra Cristina, tive um passeio fantástico no universo da sua poesia.

  • Cristina, quanta delicadeza!

    Puro encantamento!

    Aplausos Perfumados,

    Zana

  • Gestores

    Espetacular poema, Cris! Ameiiiiiiiiiiiiii! Bjs

  • Gestores

    Espetacular poema, Cris! Ameiiiiiiiiiiiiii! Bjs

  • Gestores

    • Obrigada pela sua leitura e apreciação amiga Marso. Agradeço também a gentileza de ter formatado o poema, está muito lindo, beijinhos do céu.

  • Gestores

    Que lindo Cristina.

    Beijinhos

This reply was deleted.
CPP