Erótica

Corpo quente, desejo ardente

Sinto-me plena e envolvente

Sensualidade aflorada

Que transcende a lógica, onde

Uma nudez antes imaginária

Hoje rompe silêncios

Vivendo em harmonia

Invadindo a poesia

Tão leve

Tão tênue  

Tão nua

Acaricio o meu corpo

Sem pudor, sem regras

Alguns instantes de puro êxtase

Minh’alma vibra de alegria

E foi assim...

Num dia como outro qualquer

Desvendei-me neste corpo molhado

Visão, ótica, não... simplesmente erótica!

Luciana Mara Drumond

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Parabéns, poetisa amiga, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigada amigo, Abraços, Paz e Luz! Bom fim de semana a vc e família!
  • UAU!!!Magnífico!!! Parabéns!!!!

  • Muito linda sua poesia, Luciana! Sensualmente bela! Bjs.

    • Obrigada Mena, que bom que gostou! Bjs
  • Erotismo á flor da pele, aplausos amiga Luciana. Beijinhos.
    • Olá Cris, obrigada! Bom ver vc por aqui! Bjinhos
  • Aplausos Luciana pela belíssima interpretação

    Vc é muito talentosa

    Gde beijo

    • Obrigada Selda, fico feliz que tenha gostado, seja bem vinda! bjs

  • Adm

    Vixi maria, que lindo!

    Belíssima interpretação.

    Parabéns, Luciana.

This reply was deleted.
CPP