Inunda-me

Você me despiu como ninguém ousaria
a mostrar meus defeitos
- de tal forma, repentina -
e ainda que me banhe repetidas vezes
- na água mais cristalina -
não me livro de sua energia...

Só me sinto limpa de verdade
em sua companhia a me completar
pois que me desligo
- de todos pensamentos -
de uma torpe ociosidade
que insiste em me paralisar...

Não se demores em decidir
me convidaste a um novo significado
- me encolho em reflexão -
Todos meus conceitos estão a ruir...
já estou certa de nosso destino
ao qual entrego minh'alma e coração!

Julliano Guerrero 11/08/2017

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Adm

    Uauuu! Deste uma brilhante interpretação à imagem.

    Belíssimo poema, Julliano.

    Parabéns!

    Agradeço por trocar a cor. Obrigada.

  • Parabéns, poeta, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

    • Muita luz a todos nós Ilario, abração!

  • Juliano é um prazer ler teus versos!! Parabéns!!!

    • Inunda-me de contentamento, é recíproco :)

  • Bonito amigo Juliano, encantada, abraços.

    • Eu que fico encantado quando visita-me, poetisa. Bjos

  • Adm

    Ultimamente, não consigo ler em azul. Nem fitar as letras. Me desculpe.

    • Mania minha porque gosto muito da cor azul rs, arrumei e ficarei feliz quando puder voltar e ler-me. Bjão

This reply was deleted.
CPP