Névoas

Névoas

Seguimos pela névoa da tarde dolente,

mais uma de solidão,

a brisa e eu a cantar,

mas não ouves a nossa canção

que é para ti somente,

um carinho, como em fiapos de luz,

clareando os teus caminhos

para suavemente

o teu coração

tocar...

Neusa Marilda M.

Valinhos- S. Paulo

                                                                                                                       

                                                                                                                  

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP