Os sentimentos choram os meus passos

Plantei algo nessa vida, para mim, hoje somente desamor.

Vivo a amargura em plena dor

Vivo sem rumo nesse mundo desalmado, não sou mais amado

Sou um simples vulto sem sentido, uma sombra muda

Uma essência desprezada, anulada

Ventos que me ignoram, não me tocam mais

 

Vou caminhando sem destino procurando minha própria direção

Sem ninguém perceber me desgastei em meu viver,  vivo o esprazer

Sou aquele grito onde não se ouvem os ecos numa sociedade que apaga a realidade

Sentidos se arrastam pelas marés de uma solidão penosa

 

Meus gritos em silêncio sem fim

Nesse mar da vida vou andando

O tempo parou dentro de mim

Perdi meus  compassos

Os sentimentos choram os meus passos

 

Autor: José Carlos Ribeiro

15/05/2017

 

 

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e das Poesias.

Join Casa dos Poetas e das Poesias

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP