QUANDO O AMOR APONTA

QUANDO O AMOR APONTA
Eri Paiva

Corri ao teu encontro o mais que pude
Pois como o teu, reclama meu coração!
Algo em nós nos busca, mas não ilude
Que ambos vivemos a mesma emoção!

Estar contigo me dá um prazer imenso,
Teu sorriso é, em mim, festa acontecendo,
O teu olhar a plasmar brilho tão intenso
Dá-me a certeza que estás me querendo!

Eu, de mim, não te nego quanto eu quis
Olhar-te e desejar-te, assim ... pertinho,
Sob o dourado do sol, silente, mas feliz,
Como a esperar um toque, um carinho...

Vem comigo! Controla-te e à tua ânsia.
Recebe dentre tantas, a flor que te dou.
Toma-a em tuas mãos, sinta a fragrância
E a consideremos o selo do nosso amor!

Parnamirim/RN - Em 20. 11. 2017

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Lindos versos, selar o amor com flores...Abraços, meiga Eri.
    • Jenifer,

      Desculpas pela demora, mas o importante é ser grato.  Aqui estou para isto!

  • Gestores Adm

    Que lindíssima poesia, Eri. Belíssima interpretação da imagem.

    Parabéns!!!

    • Edith, minha amiga,

      é o que venho te dizer, neste momento. Bjs

  • Eri Paiva meus aplausos lindos versos adorei abraço...

    • Eudália amiga, obrigada pelo carinho que perpassa o teu comentário.

      Rosa do meu jardim pra você!

  • Gestores

    • Angélica, muito grata amiga!

  • Gestores

    Belíssimos versos, Eri! Parabéns!

    • Marso, grata minha querida amiga

This reply was deleted.
CPP