Sedução

 Sedução

Despir-me!

Publiquei sem medo minha sólida nudez

Viajei onde meu coração permitiu

Salpiquei-me em todos os lugares

Deitei sobre as águas explicitas

Saboreei-me sem regras cabíveis

 =============================

Corpo sedento, não cabe na gente.

Grita e implora que sua alma explore

Propicio jogo... Seduções em alerta!

Alimenta sem lutas nossas intenções

========================== 

Adicionei-me tantas emoções!

Destravei meu lado ofusco

Ignorei meus toscos tabus

Encontrei-me sem solidão

Selda Kalil

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Parabéns, poetisa, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigada Ilario pelo carinho

      Gde beijo

  • Mais uma belíssima obra poética!!! Amei o fundo musical!!! Parabéns!!!

    • Obrigada Angelica pelo carinho

      Gde beijo

  • Bravo! Um poema atraente e encantador! Bjs.

    • Obrigada Mena pelo carinho

      Gde beijo

  • Obrigada querida Edith pelo carinho

    Gde beijo

  • Mamma Mia! Isso que é uma verdadeira arte de seduzir vindo de um caliente desejo.

    • Obrigada querido San por compartilhar estes belos momentos comigo

      Gde beijo

  • Adm

    Huum, que lindo Selda.

    Parabéns pela interpretação.

This reply was deleted.
CPP