Ser mitológico

Gosto muito de ser nômade errante

Desta forma, conheço feição exótica

E criatura excêntrica até gótica

No mundo a vida é exuberante.

Cheguei conhecer ninfa itinerante

Musa híbrida, mestiça simbiótica

Estou expressando minha própria ótica

Sobre ser singular e murmurante.

Para mim, falou um sábio entre o nativo

Ter noite que na branca e linda areia

Uma diva cantava algo atrativo.

Enquanto, se nadava e se recreia

Eu fui ouvir e fiquei logo cativo

Pois, era uma belíssima sereia.

13/09/2017

ILÁRIO MOREIRA

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Aplausos pela dinâmica e domínio.

    • Obrigado, poeta amigo, pela visita e gentil comentário, fico muito grato. Sou seu fã. Abraços, paz e Luz!!!

  • Adm

    Gostei de teu soneto, Ilário. Parabéns pela interpretação.

    • Obrigado, poetisa amiga, grato pela visita e comentário gentil. Sou seu fã. Abraços, paz e Luz!!!

  • Um lindo soneto de uma sereia que encantava tuas inspirações. Meus parabéns  Poeta Ilário Moreira. Um abraço.

    • Obrigado, poeta amigo, pela visita e gentil comentário, fico muito grato. Abraços, paz e Luz!!!

  • Muito bom amigo Ilario, meus aplausos. Abraços, Marcos.

    • Obrigado, poeta amigo, pela visita e gentil comentário, fico muito grato. Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigado, poetisa amiga, fico grato pela visita e gentil comentário. Sou seu fã. Abraços, paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP