Sombra do adeus


 

Sombra do adeus

 

 

Desejo que a noite deposite sobre mim

Sua sombra escura para eu não ver

Assim, quando raiar o dia, não irei sofrer

Entenderei que tudo entre nós teve fim...

 

Os sonhos, os desejos o encantamento

Esse amor tal amarra invisível

Envolveu-me e deixou-me sensível

Sem nada ver além de nossos momentos.

 

Agora, liberto-me de ti, sem temor

Não haverá entre nós carinhos, findou o amor.

No coração só há lugar pra dor

Éramos um só, hoje, somos luto e desamor.

 

Não ouvirei mais tua mansa fala,

Sequer, teus lábios beijarão os meus

Sinto que nossa paixão se cala

E num gesto, anuncio meu adeus...

 

Márcia A Mancebo

08/10/2017

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP