ELE CHOROU...

 

 ELE CHOROU...

Tão bela a natureza fez aquele dia

Vestiu-se de lírios brancos e de jasmim,

E'um anjo de mulher tal qual querubim

Com delicados pés traçava uma poesia.

Ao som perfeito da marcha nupcial

Ela, tão linda quanto a natureza em festa

Nos lábios cerejados, ao sonho empresta

 O 'sim' que confirmava o amor do casal. 

Era tanto lirismo, ao som da Ave Maria

Felizes, todo o povo presente aplaudia

E o poeta beijou a noiva, c'otimismo.

Ao assinarem juntos seu lindo poema

Tendo as alianças d'amor por emblema,

E o poeta, assim, chorou seu lirismo...

By Nina Costa, in 05/11/2017

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Mina dizer o diante

    desta poesia só me resta aplaudir bjos...

This reply was deleted.
CPP