Faça-se o Amor!

No princípio era apenas olhares tímidos.

Vendo que isso era bom, logo logo,

Disse o criador:

Que haja grandes sorrisos entre vocês;

E assim, sorrisos rolaram.

 

O coração, logo em seguida,

Começar a disparar. 

Então, disse o criador: 

Que haja amor entre eles; 

E assim, o amor se fez presente.

 

Vendo que o amor era recíproco,

Disse o criador: De agora em diante,

Vocês se tornarão uma só carne;

E assim, aconteceu.

 

Vendo o criador que estava quase tudo perfeito,

Mas que ainda lhes faltavam alguma coisa,

Disse-lhes: Sede, pois, fecundos e multiplicai-vos;

E assim, a multiplicação não parou mais.

 

Jilmar Santos

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

    • Obrigado!
    • Obrigado, Marso! Amei
  • UAU UAU UAU Jilmar... Que Delicia!!!

    Só mesmo o Criador para Te InsPirar a um Gran Finale - repito - tão delicioso!!!

    - Como é bom "crescer" e em crescendo o "Multiplicarnalmente"!!!

    NOSSOS CALOROSOS APLAUSOS!! - gaDs

    • Obrigado, querido poeta. Fico feliz pelo comentário.

  • Adm

    Muito bem trabalhado o tema.

    Lindo teu poema.

    Parabéns, JIlmar.

    • Obrigado, Edith. Bjs
  • Cada um sente de saudades de uma forma...

    • Verdade, Margarida. Bjinhos
This reply was deleted.
CPP