FAÇO

 

 

O escuro da noite

sucede o cinza do entardecer

O céu está estrelado

Uma suave brisa roça meu rosto

Sinto um frio inebriante

Meu corpo está ávido de calor

 do teu calor

Percebo tua presença quente, ardente

Entrego-me aos teus afagos sedento de desejo

Sinto tuas mãos macias, delicadas

a dedilhar sobre minha pele

As minhas, audaciosas, atrevidas

caminham sobre o teu corpo

Exploram detalhes de seu relevo

Sentes o pulsar de meu corpo junto ao teu

Faço-te submissa aos meus desejos

Faço aflorar tua feminilidade latente

Faço teu corpo cálice ávido por meu vinho receber

Faço atingires o paroxismo de secretas fantasias

Faço emitires gemidos de sensações gozadas

Faço sentires a explosão de meu prazer saciado

Faço, faço e mais faço

Até o infinito de nossas vontades

F.J.TÁVORA

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Muito obrigado pelo incentivo.
  • Romântica e Sensual Inspiração menino Poeta J.F. Távora! Nossos Aplausos - gaDs

    • Feliz com o elogio; encantado com o carinho da arte. Ficou legal demais.
  • Que maravilha, Francisco! É deleite te ler! Lindíssimo! bjs

This reply was deleted.
CPP