Nas Doze Badaladas do Tempo!

                                                                                                                 Nas Doze Badaladas do Tempo!

                                                                                                                                                ******

           

 

Nas badaladas do tempo ousei a viver...

No tilintar das horas, passei a ti querer,

Mesmo com medo de te  perder...

Na ampulheta do amor, a saber!

 

Nas badaladas do tempo compreendi...

Tudo passa: amores, solidão, e frenesi,

Mas na memória há de subsistir,

C'as batidas deste coração a fluir!

 

Nas batidas leves, muda tudo...

Muda a vida, o destino, e rumores

Mas, só não muda os sabores...

 

 

Da paixão que devora sob escudo...

Os amantes em combustão e fulgores,

No iludível deleite sob néctares e licores!

 

By Elzana Mattos

 

....................

....................

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP