Trovador

Etérea lua que me encanta,

Me leve em teu ósculo,

E me envolva  em seus braços,

Outra coisa não faço,

A não ser te amar.

Te amando me desperto,

Tresloucado sentido que me envaidece,

Augusto amor,solene pranto;

Sublime luz do amor que canto.

Meu coração ao teu olhar inflama,

Verter confesso em teus seios exala,

Doces versos em minh'alma assanha,

Ébrio de amores assim me assoma,

Este leito de amor,

De ternura afogueado.

Que chegue a morte desejoso ato,

E que no céu de estrelas me eternize,

Na inocência da flor celeste,

A desabrochar nos  teus raios da noite,

Beijos da lua revestido de versos.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –
CPP