Posts de Branca Tirollo (1)

VAMOS SALVAR A NOSSA NAÇÃO?

 

CORRUPTOS E CORRUPTORES TEM QUE ACABAR

(Este texto foi redigido para todo cidadão e deve ser encaminhado para muitas pessoas. Quanto mais ser repassado, o texto, mais aumentará as chances de conseguirmos mudar a trágica história que há décadas vem descrevendo, o nosso país)

 

Será que todos os eleitores sabem o significado e como essa façanha pode destruir um País?

Quais os males que aguardam uma pessoa que se corrompe por pequenas regalias, por uma cesta básica, por uma consulta ou um exame médico antecipado?

Qual é o retorno para as pessoas que favorecem políticos dando seu voto a pedido dos representantes religiosos?

O que fazer para mudar o ciclo vicioso da compra e venda de votos?

Todavia, o problema maior é conscientizar essa maioria que vota em troca de alguma coisa, ou a pedido de alguém venerado por esta maioria. Contudo, fica este texto, dependente de pessoas honestas e corajosas, que lutam por um único objetivo: acabar com a corrupção em nosso país e por fim a  injustiça social.

E que essa luta seja constante e sólida. Que pensamos em nossos filhos e netos, e não no que de repente se transforma em privilégios escusos. Que lutamos com bravura. Sem ódio e sem armas de fogo ou qualquer outra arma que sangra.

Vamos sangrar o pensamento dos corruptos sem alma, com nosso grito de liberdade, e dizer NÃO, ao mísero salário, que costumo chamar de “escravo remunerado”. E desta escravidão entrou na dança, toda raça, toda cor.

Vamos dizer NÃO! A corrupção, a matança que vem ocorrendo por todo país. Ao descaso público em todos os setores, e vamos dizer NÃO! Aos políticos que estão tentando se eleger novamente.

FORA O TRIPÉ DA CORRUPÇÃO! FORA TODA ESSA GERAÇÃO DE POLÍTICOS QUE VEM DESDE A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL E TENTARAM SE PERPETUAR NO PODER DEPOIS DA SEGUNDA GUERRA. FORA! POLÍTICOS QUE RENASCERAM DAS CINZAS DOS INOCENTES NAS DUAS DITADURAS MILITARES E DOMINARAM A SOCIEDADE BRASILEIRA, ÉPOCAS DE LAGRIMAS E RANGER DE DENTES.

O QUE PODEMOS AINDA ESPERAR DESSES HOMENS DE COLARINHO BRANCO? ALGUMAS DÚZIAS DE TERNOS DE GRIFES EM SEUS GUARDA ROUPAS DOURADOS? UMAS CONTAS EXTRAS NO EXTERIOR? OU UMA MATANÇA MAIOR QUE SE TEM EM UMA GUERRA? ESPERAR A FOME E A PESTE NOS DERROTAR E FICAR OUVINDO NAS IGREJAS QUE É O INÍCIO DO APOCALIPSE?

ALEITAR-VOS! POVO DE UMA NAÇÃO SEM IGUAL, MAS TAMBÉM UMA NAÇÃO DESTRUÍDA POR UMA MINORIA, QUE SEM ESCRÚPULO, ANUNCIA DESGRAÇAS TODOS OS DIAS, E SEM NENHUM PUDOR.

 Se cada cidadão que ler este texto, olhar para dentro de si e avaliar o conteúdo de cada pergunta, já terá as respostas, e delas, surgirão mudanças valiosas sobre seus conceitos políticos e humanos.

Isto nada mais é, que evolução, e com ela renasce a esperança em nossos filhos também, por um mundo melhor.  Que lutamos por uma sociedade honesta e igualitária, por uma nova era, onde a história escrita por nós será o livro que irá educar nossas futuras gerações.

Lembraremos então dos dias difíceis que plantamos uma arvore daninha. Aquela consulta antecipada que um candidato nos arranjou deixando para trás outro enfermo mais necessitado, e que depois nos causou dores e mais dores, por falta dos remédios. Aquela cesta básica que nos alimentou por um mês, e nos trouxe fome por mais quatro anos. Aqueles gritos vindos dos autofalantes das igrejas convencendo o povo a votar em fulano e cicrano, que mais tarde passou por nós num belo carro levantando poeira, sem notar que ali, caminhávamos em busca de socorro. Lembraremos dos nossos filhos que chegaram no oitavo ano e sequer sabem ler pontos e virgulas. Da falta de segurança nas escolas, que trouxe destruição as milhões de famílias em questão das drogas.

Deixo aqui uma frase de um autor, que muito me tocou quando da primeira leitura. E tocou-me mais ainda ao saber de o seu falecimento, por quase nada, realmente. O que é um apêndice para um(a) profissional da medicina, responsável?

“Um nascer, um crescer, um se esmagar, um não se completar e morrer, assim, por tão pouco ou quase nada, seria totalmente absurdo!”   Edgar Hudson Carabajal Lopes, falecido por erro médico, quando a médica Maria das Graças Pascouto de Lima, em Alegrete, RS. Confundiu, por três dias, a sintomatologia de apendicite com gastrite. O resultado foi a morte prematura do escritor Edgar, aos 42 anos, por três dias, a sintomatologia de apendicite com gastrite. O resultado foi a morte prematura do escritor Edgar, aos 42 anos.

 

 

Saiba mais…
CPP