Posts de Ciducha (131)

Nada mais...

 
formatado por Livita
 
 
Nada mais..
 
Tento esconder-me da solidão,
ser menos inverno,
afugentar a névoa,
a ventania que me envolve,
tão precoce...
mas é tarde demais!
 
 
Há quem diga, levianamente,
que depende apenas de querer,
mas é tão difícil...
É tão distante a paz!
 
Em qualquer direção que eu olhe,
não encontro porto, o mar,
não encontro o caminho de ir
a qualquer lugar.
 
 É sempre estar onde estou,
nessa busca constante
de mim mesma,
sem tempo de sonhar...
É esse vazio compacto que me oprime,
esse silêncio ensurdecedor...
que me constrange,
e nada mais!
 
Nada mais...
 
Ciducha Seefelder
 
 
 
 
 
 

Saiba mais…

Se eu morrer amanhã...

 
 
Se eu morrer amanhã...

 
 
Se eu morrer amanhã...
toma por normal
essa pressa de fartar-se,
com que se aliena
no contexto da existência,
ao morrer.

Tempo, velho insano!
Toma por normal o vício esquerdo
de contar a vida e a morte,
hora a hora.

Tempo... retoma o carretel
com que seguras, sexagenário,
a pipa dos meus sonhos
enfeitada de auroras,
içada por colorida rabiola
 

Se eu morrer amanhã...
refaz-se o caminho, torna-se mais ameno
já que o peso das minhas andanças,
estacará, cansado de existir.

Trará também, no semblante
o gosto do amor, que quem sabe sente.
E a neve inevitável...
mas não esqueça o verão,
porque o inverno, estação dorida,
é coisa intolerável!
 
Ciducha Seefelder
 Santos,17 de Abril de 2009

Saiba mais…

Enamorada

 
  • Enamorada!

     
    No seio da alvorada
    sou e estou tua...
    totalmente enamorada!!
    Até as minhas dores
    são levadas n'uma enxurrada
    de amor e flores.
     
    Nesta encantada estância
    que o mundo não conhece,
    onde o rumor não desce,
    mostro todo o meu querer
    em nosso pleno  viver!
     
    Os sonhos fogem um a um
    abertos de manhã,murcham num dia
    E cada sonho é uma ilusão
    que foge;e noutro dia---outra ilusão
    que esfria!
     
    De meus cândidos sonhares,
    mesmo sendo alguns
    loucos e fugazes,
    sei que sou amada!
    E estou assim....
    ..................
 
      Enamorada!
 
         Ciducha Seefelder
 

 

Saiba mais…

Não me magoe,por favor!

 
 
Não me magoe,
Por Favor!
 

                                     
Eu me sentia como alguém
que contraíra uma doença
fatal!
 
Durante curtos períodos
eu conseguia esquecê-lo,
mas logo voltava a sentir
a pressão sutil na memória...
 
Comecei a desejar
que jamais tivéssemos nos encontrado
pessoalmente...
 
A realidade era mais opressiva
que os vôos compulsivos,
da minha imaginação...
 
Eu o queria tanto!
 
Mas não é da dor que tenho medo...
eu conheço essa dor.
Tenho medo é do término desse amor,
meu pequeno e doce sonho...
Tive tão poucos sonhos...
 
- Não me magoe...
Era isso que eu precisava dizer:
- Por favor, não me magoe!
Para tanto, basta o vazio...
basta essa sensação de tudo,
rodeada de nadas indecifráveis...
velhos sonhos carcomidos...
puídas esperanças...
o tic-tac do relógio,
impertinente, quase rude...
 
Não me magoe, por favor!
A melhor parte,
o que sobrou de mim, morrerá,
se você me magoar...
 
Ciducha Seefelder
 
 
 

Saiba mais…

Quero um beijo seu...

 

 

Quero um beijo seu...

 

 

Não aquele beijo formal, protocolar.

Quero um beijo que me leve às alturas,

aquele que só quem ama sabe dar.

Um beijo que dispense palavras

fazendo o meu coração disparar!

 

Quero um beijo apaixonado,

destemido,

confiante,

determinado!

Para ser praticado,

cada vez que a gente fica incumbido,

de exercitar o humano vício

de amar!

 

Quero um beijo seu...

Dos que me levam ao céu!

Dos que me tiram o senso, a lucidez...

Quero um beijo embriagador,

incoerente,

que me deixe inerte,

agarrada às esperanças de repetí-lo,

beijo de paixão

em berço de ilusão...

Quero um beijo seu, meu amor!

  

 

22/01/2009

Ciducha Seefelder

 

Saiba mais…

Vazio...

 
 
Vazio...
     
                      
 


Agora sou um vazio...
Não um vazio passageiro,
de apenas estar, mas sim,
de ser vazio!
 
Sou um vazio imenso!
Que dispensa entendimento,
tanto quanto explicação...
Vazio de corpo e pensamento!
 
Nada mais me acode,
não quero ninguém agora
porque estou inerte...
Dispenso a mão amiga,
o afago amante...
 
Agora pouco importa,
se é noite...
se é tarde...
se amanheceu ou não,
porque sou um vazio tão grande!...
 
E mais uma vez estou aqui...
Fazendo da causticante espera,
uma vaga certeza...
Ou seria inabalável a minha certeza?!
 
Não sei...
Só sei que sou um vazio...
 
 v a z i o...
 
tão vazio!

 
 
 

Ciducha Seefelder

 
  
 
 

Saiba mais…

Te Acalento

Te Acalento
 
Ciducha

E neste meu acalento
Em teu colo vou me aninhar
Sendo tua...neste momento.

Sim,no teu peito
Recostarei...pura emoção!
E serei tua,
Porque sempre te amei.

Nossos corpos num abraço
Fazendo de nós,
Um só laço.

Nos amaremos o tempo todo
Até a exaustão
Esgotando o nosso tesão.

Minha vida te pertence,
Deito no teu peito
E te acalento do meu jeito!

02/08/2006
 
Ciducha Seefelder

 

 

 

 

 

 

 

 

Saiba mais…

Poema para você!

 

 

Poema para você!


Esta poesia, eu fiz para você...

Não sei bem se é um poesia,

ou um convite...


Quer dançar comigo?


Como se estivéssemos anos luz atrás,
olhos nos olhos...

coração aos saltos, palmas das mãos suadas,

suspiros se encontrando na contra-mão

ah, era tão bom!


Querendo muito, mas não podendo
o nosso amor confessar...

E nunca mais eu quis tanto,

como naquele momento,

um abraço lhe dar!


E me dar mais, muito mais!

Acho mesmo que eu queria me dedicar

 inteirinha, a você.

Me entregar sem reservas

para sempre ser sua,

como o luar, é das noites de lua

como o vento, é das tempestades

como as ondas, são sempre do mar...

e juntos para sempre

amar... amar... amar...

 

Ciducha Seefelder


14/03/2006

Saiba mais…

Maria Mãe de Deus

 

Maria, Mãe de Deus

  

Maria, Mãe de Deus

Vireis com um cesto de sóis,

os braços cheios de esperanças?

Bendita desde já

sois vós!

 

Trareis as águas

com que

lavarei minh'alma?

 

É nosso dia, me ajude!

 

Somos mães

e, também sou  Maria...

Arrancai essa dor

e essa saudade

do meu peito!

Para que eu possa

voltar a ser feliz.

Por favor...

Sois puro amor,

Maria, mãe de Deus,

olhai por mim e pelos filhos meus.

 

Ciducha Seefelder

 

 

 

Saiba mais…

Quisera!

 
Quisera!

Estar em teus braços,
envolta em todos os abraços
que guardas tão carinhosamente
sempre para mim...

Quisera ...
que fizesses do meu corpo
teu abrigo em dia de tempestades...
teu porto seguro...
tua ponte, teu muro
sem sentimentos contidos
sentimentos banidos!

Quisera...
(por um minuto ou pela vida inteira)
que num frenesí louco
me levasse ao topo
de todos os prazeres!
 
Ciducha Seefelder
 

Saiba mais…

Estou só

 

Estou só...

 

"...Nesta solidão,

busquei a mão,

mas me faltou...

Busquei o amor,

mas não o encontrei!

Estou só....

Num eterno desencontro,

meus sentimentos contidos,

sentimentos escondidos,

sentimentos banidos!

Estou só....

Meu cansaço me atira,

nesta cama vazia.....

uma saudade sem jeito,

que caminha vadia!

Estou só....

 

 

Estava só

 

 

... Nesta solidão

estendi a minha mão

e alguém a apanhou...

Ofereci meu amor

E logo fui correspondida!

Estava só...

Quando o encontrei!

Meus sentimentos

Denunciaram minha euforia,

Sentimentos de alegria,

Sentimentos transbordantes de energia.

Estava só...

Mas repouso agora

Nesta cama acompanhada...

E enxotei para longe aquela saudade

Pois estou de novo enamorada!

 

Ciducha Seefelder

 

Saiba mais…

Vem,amor

 
 
 
Vem, amor!
Ciducha

Vem, amor...
Vem nos meus braços te aninhar!
Faz deles, o teu abrigo
assim ficarás sempre comigo!

Faz teu porto no meu corpo
faz teu recife de corais...
e não me deixes nunca mais!
 
Me abrace assim...
Me abrace forte
Me abrace grande
Me abrace toda
Me abrace prá sempre!...

 
Dê-me um sorriso, apenas um,
que guardarei como um tesouro
bem junto a mim, no coração
à mercê de uma ilusão
que tanto me faz bem
e a ti também!
 

Vem, amor...
Me abrace apertado
aconchega-te comigo,
que aqui é o teu lugar.

 

Vem, amor!
 
Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Não me peças...

 
Não me peças....
 
Para você,eu esquecer....
Por que???
Como poderia eu,sem
você viver??
Dá-me o sinal
que sempre busquei
de que não me deixarás só,
de que não serei só.
Não...não me peças...
pois não conseguirei
sem o seu amor,sobreviver....
Eu te buscarei,aonde for,
nos olhos,no olhar,
porque te amo desde sempre,
de uma maneira permanente.
Não...não me peças...
Pois contigo estarei,e restarei.....
Não há queixa na voz,
que te chama no escuro.
Existe apenas esse ardor amante
de ser agora,e sempre....
de ser a primeira,novamente!!
 
Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Quartos escuros

 
 
Quartos escuros
 
São os silêncios das casas,das salas,
 
dos quartos noturnos,
 
dos murmúrios ouvidos
 
só pelos próprios ouvidos,
 
a desejar o outro que não é ouvido!
 
Esse confessar-se assim,sem contestação....
 
Do abrir o coração,sem ouvir reparos,
 
Olhares ,quem sabe,de desaprovação,
 
numa fala corrente,ligeira,sem olhares de viés....
 
Ah...escrever...dizer o que se sente...
 
Amar.....volatizar-se assim...
 
Dar pareceres,emitir opiniões,discutir,
 
Esbravejar,e ouvir novamente,só os silêncios
 
Das casas,das salas e dos quartos noturnos!..
 
Ciducha
27/10/2004
 
 

                   
 
 
 

Saiba mais…

Poção de Amor

 
 Poção de Amor
 
Num salto
colheu com a mão limpa
uma poção de amor.
Depois, farto dele,
encheu o olhar  de horizonte
e a algibeira de esperança.
 
Fincou os pés no caminho,
e se embrenhou a andar,
bem disposta a caminhar.
 
Pulmões cheios
 da brisa densa da manhã,
integrou-se à paisagem.
Sorriu para as flores,
falou com os pássaros,
reaprendeu com as crianças
todas as canções de ninar
 
Revelou ao mar, porém,
seu grande anseio de amar.
 
Na mão esquerda
a luz da esperança...
Na mão direita,
o gesto...
Nos olhos,
a única certeza do nosso...
sonho de amor!
 
Que já não sei se não seria,
 a ousada previsão de uma zíngara...
e nada mais....
Meu sonho de amor...
sonho de amor...
de amor...
amor...
a...
Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Ontem...ao luar

 

 

 

 

Ontem...ao luar 

Ontem a lua inspirava quem queria amar

Ela estava linda, brilhante e, como sempre, prateada,

E refletia-se majestosa lá no mar...

Era um cenário perfeito para gente apaixonada,

O luar, o imenso oceano e as estrelas: não faltava nada!

 

As nuvens passeavam lá no céu,

De vez em quando, cobriam a lua como um véu.

A emoção era tanta que lágrimas correram na minha face,

Até senti-la toda encharcada.

E, quietinha, deixei meus pensamentos vagarem ao léu...

Pois acabara de descobrir que estava enamorada!

 

Incrível...! Ainda.., depois de muito tempo ..., por ele, eu estava enamorada!

 

Andando a esmo pela praia senti chegar a madrugada,

Os raios da lua beijavam o mar bem lá no fundo...,

E as ondas derramando-se ao meu lado davam prazer à minha caminhada.

Enquanto isso, um intenso manto prateado envolvia o mundo...

Que quadro maravilhoso p’ra quem desejava ser acarinhada!

 

Sentei-me na areia, mirei o luar, as estrelas e o mar e me pus a sonhar...

Como será?...  quando será?

Em qual recanto e em que lugar,

o meu amor vou encontrar!?...

Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Sonhos

Do tempo das coisas perdidas trago fantasias de mim. Não resisto ao devaneio, entretanto... como querer-me jovem e deslumbrante se me faço antiga, sempre!?
Saiba mais…
CPP