Posts de Ciducha (108)

intimidade

INTIMIDADE
 
Ciducha & Victor
 
Amor...
__huummmmm....
há no ar um não sei o quê...
__é o nosso amor em forma
de ansiedade...
__uma forma especial
um belo que se confunde...
__com a tristeza da tarde!
 
Amor...
__huummmmm
preciso ir... mas é tão difícil...
__a distância geográfica entre nós...
não nos impede
mas isso pouco importa
pois és quem me dá a mão
__e eu, em troca, todo o amor do mundo!
 
Amor...
__huummmmmmm
será ridículo esse amor tão fora de hora?
_amor não tem hora
é mesmo, e o nosso... como esquecer?
tem história!
__a história mais linda
resgatada de um passado de quse 50 anos
 
Amor...
__huuumm
mas e todas essas marcas do tempo tão visíveis?
Querida, eu te amo como és e não como estás!
 
Campinas,8/08/2008
 
 
ciducha Seefelder
 
 

Saiba mais…

Alguém que te amou(pedaços de mim)

 

 

Alguém que te amou(pedaços de mim)

 

Meu amor, de vez em quando, nós nos sentimos desanimados, desencorajados pelas coisas que acontecem em nossas vidas.

O importante é não deixarmos que isso nos domine. Devemos ter capacidade para reagir, para procurar meios e coragem para superar os momentos delicados e melindrosos pelo qual passamos.

Procure na nossa bagagem de recordações dos meses em que estivemos juntos, dos nossos momentos felizes, do nosso amor louco e proibido, mas um amor puro, verdadeiro, sincero, mas o que nós fizemos? Por que não tivemos coragem de lutar por ele? O que nos aconteceu? Você diz que agora é tarde... Talvez... Não sei, mas mesmo assim se não encontrarmos a força necessária para reagir, pense fortemente com o coração em mim, para que eu de onde estiver possa enviar-lhe minhas energias e coragem para auxiliá-lo a encontrar a paz e a serenidade que tanto busca.

 

Procure-me dentro de você mesmo, e jamais esqueça de que se eu saí da sua vida foi porque você assim quis, foi você que se entregou, que não teve coragem de ficar comigo, de ir além para buscarmos juntos a solução para o nosso problema, a solução tão prática que você não quis enfrentar.

 

Talvez esse amor não fosse tão forte como pensávamos, senão não seria o primeiro obstáculo que a vida interpôs entre nós, que nos afastaria... Concorda, meu amor??

 

Talvez seja você a forte nessa história, e eu a fraca, porque sozinha não saberei romper as barreiras que hoje nos separam... Eu parto, mas parto alquebrada, triste, porque uma parte de mim ficará aqui, nesta cidade, neste País, ficará com alguém que me fez muito feliz, mas que no fim teve medo e não me quis, ou será que eu é que fiquei com medo e parti?

Saudades de alguém que te amou muito.

Eu, meu amor

04/12/2003 – 18h

Aeroporto de Vitória.

(bilhetinho escrito num guardanapo e esquecido ali por acaso. Terá sido mesmo por acaso?)

Ciducha Seefelder

 

 

 

 

body { border-bottom: #33ffff 10px ridge; rem_rem_border-left: #ff66ff 10px ridge; border-right: #ff66ff 10px ridge; border-top: #33ffff 10px ridge } body {scrollbar-arrow-color: #f3ad75 ; scrollbar-base-color: #ffcc99}

Saiba mais…

Procura-se

 

 

Procura-se!

Procura-se...

numa busca inconseqüente

(porém premente)
esse amor platônico,
 esse carinho sem paixão...


Procura-se...


Mas poupa-me
desse imenso vazio,
desse ambiente de solidão,

que atormenta os sentidos e o corpo

tornando-o morto.


Procura-se...


Mas poupa-me
desse beijo antigo,
apenas tolerante,
e dessas palavras tão frias
que só fazem
inibir minha emoção! 

Procura-se...

O que ninguém jamais tenha encontrado

a sutil descoberta do próprio eu

num enlace temeroso

de almas que se entregam...

Procura-se...

urgentemente!

 

Ciducha Seefelder


Com carinho,
RivkahCohen

 

 

 

 

 

Saiba mais…

Desesperança

 
Desesperança


Eu olho uma pedra de gelo
que dança no copo, parece feliz!
Aos poucos se dissolve, vai sumindo, some
como a sua imagem...

Encho meu copo outra vez,
pra tentar reaver...
eu pouco consigo
já não vejo você!

Tento abraçar o tempo,
reviver um ou outro momento
e a névoa que cobre o meu pensamento
não mostra o que quero ver...

Onde estão os seus beijos?
Onde está o carinho que é meu
e que zomba da ausência
de tudo que a gente viveu...

De repente não há mais...
Perdeu-se nas curvas do tempo
no inverno da distância
na desesperança...
 
Ciducha Seefelder

 

Saiba mais…

Olhos

 

 

Olhos

Querido, estás vendo meus olhos?
Podem ver bem dentro dos teus...
Você me pertence.
Eu te pertenço.
E não se trata de um mero sonho!

Querido, que ânsia é essa,
que te aprisiona,
nesse mutismo insano?

Que tempo é esse, tão estranho,
escuro, que rouba do teu semblante,
o brilho dos teus olhos?

Querido, deixa rebrotar o sol,
na manhã do nosso tempo,
renascendo nossa esperança!

Deixa, querido, que o amor
tome cômodo no teu peito,
definitiva e lindamente,
como a índole dos mares!

Estás vendo meus olhos?
São teus...

 

 

 

 

Saiba mais…

Para voce,meu amor

 
(in memoriam)


Hoje, o dia amanheceu cabisbaixo...
eu não sabia porque.
Agora eu já sei...
descobri que morri um pouquinho,
que perdi um pedacinho de mim,
talvez o melhor...
foi-se para sempre.

Essa parte preciosa que eu perdi,
era meu porto seguro,
minha balsa,
meu cúmplice,
minha tábua de salvação,
meu amigo,
e por que não dizer?
O meu amor!

Foram-se os sonhos...
os projetos, agora órfãos de pai,
deitando-se sonolentos
na cama do "nunca mais"...
que dor!
Que sensação mais estranha!
O vazio se estende a perder de vista
não há mais conquista
pela qual batalhar.

Deponho as armas e choro,
sem no entanto, lamentar.
Nós pudemos tudo nessa vida!
Tivemos pouco...
Eu nada posso contra a morte...
ela é maior que tudo!

Adeus, meu amor.
Descanse em paz...
                           em paz...
                        
                  
Santos,Janeiro de 2011
 
 
 
Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Tristeza

Tristeza
É algo que me vem
na alma,
e nada me acalma!
Me invade o corpo,
a mente,
deixando a saudade vir.....
Tristeza!
Arrasa o coração,
em estado de prostração...
Tristeza,dói.....
fere...
machuca.....
não tem cura!
Tristeza,ao me lembrar
de seus beijos,
seus afagos......
Nossas noites
de amor
cheias de mistérios.....e,
sem o mínimo pudor!!
Tristeza,
de não mais ter você,
meu amor!!!!

Ciducha Seefelder

 

Saiba mais…

Monólogo de uma poetisa(eu)

 
 
 
Monólogo de uma poetisa(eu)
 
Como dizer a alguém
que pensa que não ama, que ama,
Que não é por amor,
mas por companhia que reclama?
Pois como alguém, sem amar,
 poderia tornar-se poesia?
Como sem a paixão, a dor e o amor
um poeta se faria?
Este amor sem destino que trazemos no peito,
na ânsia de se dar,
fantasia-se em entregas ao leito,
que não demanda amor,
mas tão somente o bom jeito...
Não, minha poetisa, o que sentimos
 é o amor que chora,
que sem ter a quem entregar-se
e por não poder ir embora,
exige, implora, exalta-se
e jorra na poesia que o leva à forra.
 
Desculpe-me pela intromissão,
mas se vejo tanto amor em meus olhos...
Quanto dele haverá em meu coração?
 

Saiba mais…

Hoje...

 
 
 
 
HOJE...
 
 
Hoje,diante de palavras tuas
meu dia ficou colorido
e minha esperança  já não está nua
 
O coração repousa enternecido
sem reclamar qualquer explicação
na certeza de que estás comigo.

Ao mar, cobrarei ansiosa o teu aceno
que agora eu sei, um dia, vou merecer
ainda que seja na fuga do meu senso...

Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Hoje sou...

 
 
 
Hoje Sou...
          
Ciducha
 
 
Uma mulher que amou,
viveu... sofreu
e, quase de amor morreu
Mas, em nome desse amor, ressuscitou
para de lembranças
e saudades
quase de novo, morrer!
 
 
Ciducha Seefelder (agradeço a SilSaboia pelo presente)
 
 

Saiba mais…

Ninguém sabe de nós...!

 
 
 
NINGUÉM SABE DE NÓS...!

E assim somos...
Sentimos e ficamos a sós
Porque ninguém sabe de nós....!
Diz!!Mas diz sem medo,
que nos pertencemos,
que nos necessitamos,
que nos amamos
E que esse amor maior,
veio para ficar...e conosco restar...
Nada importa...
a não ser nós..
eu e você!
....................................
Porque ninguém sabe de nós!
Somos assim, sós?
Para ficarmos a sós?
Sem medos....
Na certeza do pertence...
da necessidade que o amor exige...
para ficar?....
importando apenas...
você e eu!
Somos assim, sós?
A sós?
.............................
Porque ninguém sabe de nós!
Se não somos?
Importa ser....não só!
Mas sim, com você, a sós...
Partilhando intimidades,
confissões, o calor da pele...
Importa não ser só....
razão, mas loucura, paixão, para perpetuarmos
esse amor insano.....
Sei lá!
.............................
Porque ninguém sabe de nós!
 
Ciducha Seefelder



Saiba mais…

São tantas horas...

 
São tantas horas...

São tantas horas... querido!
Horas de angústia, de espera
meu coração dispara ao menor ruído
e no entanto
não é que eu pensei que era...

São tantas horas... tantos dias
tanto tempo...
e nada de ouvir sua voz
meu doce alento...
Onde estarás,
que não chega lá meu pensamento?

São tantas horas... mortas
a insônia a me rondar, traiçoeira
e o calendário a me dizer
insistentemente
que estou sem você
há tantas horas... tanto tempo...

Por que?

Ciducha Seefelder
 
 

Saiba mais…

Eu fui...

 

 

Eu Fui...

Foi assim:

Nessa festa prá se remoçar...

Eu logo te ví

e meu coração se pos a disparar...

Claro que te reconhecí,

como não poderia?

Foste o meu amor primeiro,

aquele que fez meu coração

acelerar....

E na minha inocência,

sonhava com tua mão na minha...

um beijo talvez!

E hoje,no fim da vida,

ao me fazer tua,

derramando-te em mim,

tenha a certeza que sempre estarei

a te esperar,pois quero...

contigo...restar!!

Ciducha Seefelder

 

Saiba mais…

TALVEZ...

 
 
TALVEZ...
(Ciducha)
 
Um dia, quem sabe...
Talvez possamos viver sem pejo ou culpa,
nossa tão esperada união.
 
Juntos,
plenos e indivisíveis,
fogo e água,
perfeição... sem mágoa.
Sei que somos momentos permanentes,
de encanto.
 
Juntos,
voamos eternos,
um eterno vôo,
infinda emoção!
 
Dividir nossos sentidos,
 diuturnamente
como sempre sonhamos,
De mãos dadas, seguiremos em frente,
sem olhar para trás!
 
Um dia quem sabe... talvez!
Ciducha
 
 
 

 

 

Saiba mais…

Esperando até sempre...

 

 

Esperando até sempre...


 
Esperando até sempre...
Sim... por que não?
Se esperei quase meio século
para  reencontrar meu primeiro amor,
sofrido,
mas nunca vivido...
Por que haverei de desistir?
 
 
Esperarei  até o fim,
quando nada mais restar
ao final de nós mesmos...
Esperarei o tempo que for preciso
porque sempre valerá a pena,
acreditar nesse amor.
 
Porque ele transcende a tudo que sonhei,
ele é maior que eu e o meu sentir,
ele é o mundo que habita em mim,
em nós!
 
Por isso ficarei...
esperando até sempre,
sem precisar me convencer,
sem duvidar sequer,
apenas por querer!
 
CiduchaSeefelder
 
 
 
Saiba mais…

Nosso amor...

 

 

NOSSO AMOR...


Os sorrisos são cativos
da obrigação de ser tenso...
de haver presunção e medo,

 do nosso amor proibido.


Há nele uma ansiedade,

que buliça quieta
num aceno de adeus!
Mas a vida prossegue,

carregando com ela
a nossa amorosidade.

Indo e vindo o amor navega
na curva da estrada
      como uma fatalidade

  E é fantasia sem sobressaltos
aonde a nossa fragilidade
se permite essa entrega...

E eu tenho n'alma

uma saudade infinda...

que nada acalma,
te amando mais ainda!


Numa entrega total
voltando ao passado
dos tempos primordios

da nossa mocidade.


 Ciducha Seefelder

 https://youtu.be/v0zhjzC0uiA

 

 

Saiba mais…
CPP