Posts de IRACI DA SILVA RODRIGUES (394)

NATAL DA MINHA INFÂNCIA

Natal!
Como falar sem relembrar o passado,
A minha infância onde tudo era tão simples
Cartinhas penduradas nas árvores
Luzes só as estrelas piscando no céu
À ansiedade a espera do bom Papai Noel...

Na noite de Natal a família se reunia na igrejinha
Onde com fé se faziam as orações
Era momento de paz e união invadindo os corações...

Assim que chegava ao fim reuniam-se
Em volta da mesa,
Hora de degustar o saboroso jantar
Criança não tomava vinho
Mas tinha suco com bolinhos.

Antes de dormir era hora de colocar o sapatinho embaixo da cama
E quando o dia raiava era aquela euforia
Corria para a sala desembrulhar os presentinhos.

Era tudo tão simples, mas era muita alegria,
Uma meia um laço de fita
Uma boneca de pano, um carrinho para os meninos,
Tudo que se recebiam felizes se agradecia.

Irá Rodrigues
http://iraazevedo.blogspot.com.br/

Saiba mais…

BILHETINHO PARA PAPAI NOEL

Papai Noel eu não tenho sapato
Para colocar com o meu bilhetinho na janela
Mas tenho uma sandália velha
Vou pedir um presente bem barato...

Pode ser uma bola ou um carrinho
Pode até ser velho eu não ligo
É que a gente aqui do abrigo
Deixa os brinquedos para os menorzinho...

Eu sei Papai Noel que tem muitas crianças para visitar
E se por acaso o senhor se esquecer
Mesmo assim vou agradecer
Olhar feliz para o céu e ver o senhor passar...

Quem sabe no ultimo momento
Vai se lembrar daquela sandália na janela
É aquela velhinha de tira amarela
Será que pode ver lá do firmamento?

Ah! Eu já ia me esquecer de assinar
Esse bilhetinho que escrevi com o coração
Que todo o dia pede em sua oração
Uma família para esse menino sem lar...

Assina: Natal da Esperança

Irá Rodrigues
http://iraazevedo.blogspot.com.br/

Imagem relacionada

Saiba mais…

SILÊNCIO

No silêncio da madrugada
Calei minha alma abriguei meus sentimentos
Varri de dentro todos os meus pensamentos
No amanhecer tentei relembrar não lembrei nada...

Muitas vezes quando a alma se cala
É preciso refugiar no seu interior
Entender de vez a voz do amor
Dizendo que o coração é que fala...

Já chorei quando muitas vezes silenciei
Verdades que brotam sem querer entender
Os nossos defeitos a maneira de ver
Nessa inquietude nem eu mesma sei...

Se eu continuo silenciando a minha alma
Ou deixo gritar a voz que se calou
Por medo desejo ou algo que ficou
Trazendo desassossego tirando a minha calma...

Irá Rodrigues
http://ira-poesias.blogspot.com.br/

Saiba mais…

SOU NEGRA SIM

Sou mulher, eu tenho valor
Também conheço a história
Do preconceito toda hora
Não importa a minha cor..


Sou filha de um povo sofrido
Sou símbolo de muito amor
Dignidade não tem cor
Tem a força do meu grito...


Sou negra tenho a força no meu canto
Espalho versos no mundo inteiro
Sou mulher e tenho direito
De sufocar o meu pranto...


Autoria- Irá Rodrigues
http://ira-poesias.blogspot.com.br/

Saiba mais…

OLHANDO ESSA FOTO

Lembrei-me da minha avó
Daquele cheirinho da cozinha
Café coando
Biscoito quentinho
Polvilhado de açúcar e canela
Bolo de fubá
Sem esquecer-se de colocar
Erva-doce, a vovó dizia:
Que assim ficava mais saboroso.
Hum! Deu água na boca,
Aquela cozinha grande
Minha avó baixinha
Ao pé do fogão de lenha
Mãos cheias de farinha
Amassando o pão
Espalhando no ar
O perfume de bolo assando
Misturavam-se
Com rosas que pendiam
Ao lado da janela.
Cheiro de casa de avó
É difícil esquecer
Parece que gruda na gente
Ali fica guardado
E as lembranças
Aflora do pensamento.
Saudade...
Irá Rodrigues

Saiba mais…

AS COSTAS DE UMA MULHER

De formas geométricas
Com ângulos e retas
Desenhos incertos
Desejos conexos...

Fascínio na arte
Parte perfeita da mulher
As costas de curvas sem fim
Mistérios e segredos enfim...

As costas de uma mulher
Devaneio alienado de prazer
Escultura perfeita na mão do artista
Um desejo de querer...

Mulher de curvas poéticas
As costas estimula a imaginação
Muitas passam despercebidas
Outras são motivos de sedução...

Autoria- Irá Rodrigues
http://ira-poesias.blogspot.com.br/

Saiba mais…

MEU VELHO DIÁRIO

Fizeste um juramento
Parece que ainda estou escutando
Tuas palavras declamando
Mas virou pássaro e partiu ao vento...

E ficou apenas o zumbido
Dos versos da tua poesia
Tão lindas quando me dizia
Sussurrando em meu ouvido...

Tudo isso ficou no passado
Uma sombra um retrato oculto
Às vezes até imagino ver teu vulto
Desisto- Fecho as páginas e deixo guardado...

Chorar ou sorrir eu nem sei explicar
Melhor é esquecer
Quem um dia só me fez sofrer
Se a tristeza chegar mando-a passear...

Nas páginas do meu velho diário
Ficará para sempre trancado
Palavras fingidas de um falso apaixonado...

Autoria- Irá Rodrigues
https://www.pensador.com/colecao/irarodrigues

Saiba mais…

MUNDO ENCANTADO

Entrar nesse mundo é uma delícia
Vive-se a magia da ciranda
Dos encantos da criança
É como viajar no mundo da poesia...

Não importa a dimensão da fantasia
O que é pequeno torna-se grande
Viaja-se no mundo da imaginação
Tudo nesse mundo é feito de alegria...

Na fantasia de ser criança
Passarinhos voam no telhado
Afinam o bico para cantar esperando o dia raiar
Até o pardal chega atrapalhado...

Lagartixas desfilam na parede
Macacos se balançam nas cortinas
Grilos fazem a festa
Na fantasia de criança
Tudo é motivo de euforia...

Autoria-Ira Rodrigues
http://iraazevedo.blogspot.com.br/

Saiba mais…

AQUI...

Tem vento da noite sussurrando
Tem essa beleza do luar
Lá fora o fogo crepitando
E gente declamando na rua...

Tem roda de amigos e família
Uma boa prosa ao som de viola
Tudo aqui se torna magia
Com a conversa que se desenrola...

Aqui...
Toma-se um café cheiroso
Um amanhecer ao pé da serra
Tem o céu com seu manto nebuloso
Avisando que vai chover para molhar a terra...

No meio da natureza
Corre um rio e um regato
Nem dá para descrever tanta beleza
Desse encanto no meio do mato...

No juazeiro canta a cigarra
Do outro lado grita o bem-te-vi
E assim segue o dia nessa algazarra
Feliz é quem pode viver aqui...

Na serra, uma parada para observar,
Registrar assim cada momento
À noitinha querendo chegar
E o encanto do firmamento...

Nas casinhas exibe-se na sacada das janelas
Toalhas rendadas, vasos de flores,
São rosa e margaridas amarelas
Trazendo o encanto das cores...

Uma parada, o espetáculo do pôr do Sol,
Na vila ruas cheias até a madrugada
De algum lugar o canto do rouxinol...

Caricias de brisa que vai soprando
Fechando o lençol do luar
É o dia que vai raiando...

Autoria- Irá Rodrigues
http://ira-poesias.blogspot.com.br/

Saiba mais…

CONSCIÊNCIA NEGRA

Ainda existe no ser humano um grande defeito
Falam bobagens sem ao menos pensar
Se a pele é branca ou preta é crime descriminar
Todo ser humano é digno de respeito...

Revoltante é gente querer viver histórias de tempos atrás
Se nascer uma criança de cor negra deixa de ter valor
Passa a ser tratada com tortura sem direito a sentir dor
Assim os brancos poderosos os tratavam pior que animais...

Engraçado é que o tempo passou acabou a escravidão
Os negros enfim foram libertados
Infelizmente a ignorância é tanta que ainda são discriminados
Por gente imbecil que se acham donos da razão...

Minha gente deixa de preconceito
Deus nos fez como verdadeiros irmãos
Esqueçam a imbecilidade e vamos dar as mãos
Gente é gente e merece ter respeito...

Autoria- Irá Rodrigues
http://ira-poesias.blogspot.com.br/

Saiba mais…

MISTÉRIOS DA VIDA

Vem aquela pergunta vazia
Vontade de chorar outras de sorrir
Muitas vezes ficar outras partir
Mistério tudo isso o que seria?

A vida como um carrossel
Que roda e num instante para
Sei apenas que a vida é uma joia rara
Talvez uma linha enrolada em um carretel...

Fiada no tear da felicidade
De mistérios e sonhos para sonhar
De amigos e família para se amar
Isso eu classifico uma vida de verdade...

Irá Rodrigues
http://ira-poesias.blogspot.com.br/

Saiba mais…

PASSARINHO

Chegou todo assanhadinho
Na minha janela pousou
O sol lhe perguntou:
O que queres lindo passarinho?

Não faça barulho não é hora de acordar
Espere a menina abrir a janela
E cante para ela a sua canção mais bela
Com certeza ela vai se encantar..

Depois passarinho aventureiro
Um raminho de flor poderá lhe dar
Voe e busque no bico a espera dela acordar
Mas lembre-se vá e volte ligeirinho...

autoria- Irá Rodrigues
http://iraazevedo.blogspot.com.br/

Saiba mais…

ERAM TANTOS PASSARINHOS

Que cedinho chegavam
Uns quietinhos outros bem atrevidos
Com suas plumagens bem coloridos
Comiam, cantavam e depois voavam..

Tinha até aqueles que pousavam em minha janela
Os curiós esses eram desconfiados
Os coleirinhas, sabiás chegavam camuflados,
Escondiam-se entre flores amarelas.

Sem fazer barulho comiam e logo voavam
Eram os passarinhos impertinentes
Os bem-te-vis e os cadeias esses vivam contentes
Sem pressa de ir embora alegres cantavam...

Autoria-Irá Rodrigues
http://iraazevedo.blogspot.com.br/

Saiba mais…

ACORDEI

Com vontade de ser brisa- acariciar-te
Sair assim, tocando de face em face,
Fazer-te ri gargalhar- perfumar-te
Como as ondas que rolam sem disfarce...

No mar de mistérios que lastra o vento
Trazendo a calmaria fazendo ser brisa
Em cada rosto perdido no tempo
Brincar deixando arrepio- contagiar...

Dizem-me que sou a brisa do amanhecer
Talvez a minha alegria esfuziante
Estampada no rosto no meu jeito de viver
Espalhando meu sorriso de forma contagiante...

Acordei assim... Sorriso alargado
Maravilhada na visão desse mar
Esse mistério por Deus abençoado
Que traz o encanto com vontade de amar...

Autoria- Irá Rodrigues

Saiba mais…

O JARDIM ABANDONADO

Um bem-te-vi morava solitário num jardim abandonado
Ali não tinha flores e nem jardineiro
Era um canto todo maltratado
Com matos crescendo em cada canteiro...

Cansado de não ter borboletas e nem flores
Triste em ver o mato crescendo
Sem beija-flores e sem cores
O bem-te-vi começou escrevendo...

Escrevia cartinhas com letras douradas
Assim ficava pensando o dia inteiro
A quem enviar quando as cartinhas estiverem terminadas.
Lembrou o bem-te-vi, - Enviaria a um jardineiro...

Se ele aceitasse as flores voltavam
Outros passarinhos poderiam chegar
E juntos eles com certeza cantavam..

E assim o jardim não seria mais abandonado
Teria flores, passarinhos e borboletas,
Pensou o bem-te-vi, voltarei a ter meu jardim bem cuidado...

Autoria- Irá Rodrigues

Saiba mais…

MISTÉRIO

À tarde com nuvens acinzentadas
Antes que a noite chegue parece que vai chover
As gaivotas saindo assim em disparadas
O que mais poderia acontecer....

Até as ondas se assanham lambem a areia
Apagando pegadas que por ali deixou
Nesse movimento de maré cheia
Até o meu castelo de areia se desmanchou...

Entre rochedos canta o mar imponente
A fúria aos poucos vai chegando
É lindo, mas mete medo na gente,
Prefiro apenas ficar te admirando...

Mar de mistérios como confiar
Se tu abraças sem piedade
Levando pra tua morada sabe-se lá
Quero distância dessa tua vaidade...

Irá Rodrigues
http://ira-poesias. blogspot.com.br/

Saiba mais…

UM BRINDE AO POETA

Hoje tu és os versos da minha poesia
Um brinde em taça dourada
Degustando a bebida gelada
De gole em gole saborear essa tua maestria...

No traçado dos versos mostra quem é você
Numa combinação entre o sonho e a realidade
O poeta é quem poetiza sem esconder a verdade
Que na sua ousadia luta para vencer...

Ao poeta
Que num simples pingo forma um poema
Esbanja sensualidade, vai além da imaginação,
Faz a combinação perfeita entre o verso e a paixão
Desafiando as lamentações de um dilema...

A esses poetas eu brindo com orgulho
Relatar nomes isso eu não conseguiria
São tantos mestres dessa nossa poesia
Que nem caberia num imenso embrulho.

Irá Rodrigues
http://ira-poesias. blogspot.com.br/

Saiba mais…
CPP