Posts de Ilario Moreira (286)

Musa sedutora II

Você é como um sonho, uma quimera

O seu corpo delgado e sinuoso

O seu lábio carnudo impetuoso

Ao me beijar muito apraz e esmera.

E o saciar carnal tal enumera

Pois, é muito salaz, voluptuoso

Porém, ele é terno, afetuoso

E sua excitação não é efêmera.

Musa sugue a vital, vitalidade

De gozar vou ficar extenuado

Deixe-me explorar sua intimidade.

Que o meu deleite seja acentuado

Vou te amar com total voracidade

Meu tesão não será atenuado.

ILARIO MOREIRA

19/08/2017

 

Saiba mais…

Mergulho Teosófico

Tento decifrar sonhos e segredo

Imergindo profundo no ocultismo

Não farei uso de tolo fanatismo 

Vou revelar mostrar o dessegredo.

 .

No reino da magia farei íngredo

Livrarei-me de todo dogmatismo

Desejo mesmo é o sincretismo

Unir quem vive em vil, cruel degredo.

Nisto dedicarei minha carreira

Começarei o saber pelo Vodu

Não me colocarão qualquer barreira.

O transe mostrará o Déjà Vu  

Descansar quero junto á lareira

Ler com muita calma o Popul Vuh.

ILÁRIO MOREIRA

16/08/2017

Vodu = Religião de origem africana similar ao Candomblé

Déjà vu = Galicismo que descreve a reação psicológica de transmissão de ideias de que já se viu aquele lugar antes.

Palavra francesa. (quer dizer =  já visto)

Popul Vuh = Livro Sagrado dos Maias

 

Saiba mais…

Eu te desejo Musa

Eu te desejo musa inebriante Um louco frenesi, muito flamante Transforma meu sofrer, dor extremante Em prazer carnal, muito aliciante. . Desejo este ser puro, irradiante Esta alma gêmea, deusa, ninfa, amante Será o meu Nirvana,…
Saiba mais…

Almas inquietas

Parte física eu sou da metafísica

Trago comigo várias existências

Sombras sepulcrais, vãs inexistências

Transcendente figura rija, física.

Tenho aparência fraca podre, tísica

Soa como cruéis vis advertências

A minha alma central, coexistências

Fraqueza singular da biofísica.

Sou acúmulo de células somáticas

Em simbiose vivo com o espírito

Tais estruturas tão débeis, apáticas.

São réplicas fiéis do perispírito

E nesta dimensão são elas pragmáticas

Ascendem pelo seu pessoal mérito.

ILÁRIO MOREIRA

15/08/2017

 

Saiba mais…

Sarcófagos insaciáveis

A carne podre come os vis Sarcófagos

A podridão é para ele delícias

A pútrida matéria é felícias

O seu sangue é brinde aos saprófagos.

São diligentes estes antropófagos

E não sentirás dores, suplicias

Do submundo eles são brutais milícias

São organizados esses tais necrófagos.

Divirta, zombe, ria alma maldita

A frialdade é o que te aguardas

Da morte você é perfeita súdita.

E que o espírito em fogo cruel ardas 

Sevícia perenal vã e inaudita

Pois, a justiça chega nem que tardas.

 .

ILÁRIO MOREIRA

12/08/2017

A palavra sarkophágos era originalmente parte da expressão λίθος σαρκοφάγος (translit.lithos sarkophágos: 'pedra que come carne'

Saiba mais…

Figura dadivosa

É figura bondosa, bela, airosa

É mulher corajosa de atitude

Foi virtuosa desde a juventude

Sempre foi prestativa, generosa.

.

É uma mãe gentil, muito amorosa

Pessoa de princípios e virtude

Não se rende a cruel vicissitude

Esta sempre feliz e glamourosa.

.

Nunca usou de perfídia vão arrivismo

Batalhou com total sagacidade

Usou o saber também subjetivismo.

.

Desprovida de toda vã vaidade

Une-nos á genética, atavismo

É meu maior orgulho tal herdade.

.

ILÁRIO MOREIRA

.

12/08/2017

.

Homenagem a minha tia Nair Moreira Moço

 

Saiba mais…

Desejos carnais

Vou sobre você musa versejar

Exaltarei a beleza, farei um canto

Enaltecendo a sua atração, encanto

Tudo que a sedução possa ensejar.

E farei o que pedir ou desejar

E não lhe causarei vil desencanto

Levarei você ao meu recanto

E com vigor o amor vai vicejar.

Venha vamos fazer doce pecado

Quero sua total lascividade

Não temas sou deveras delicado

Desejo sua pouca ingenuidade

Na arte de amar sou muito dedicado

Fruirei com cabal voracidade.

.

ILÁRIO MOREIRA

11/08/2017

Saiba mais…

Registros Akáshicos

Quero elevar meu grau de consciência

Entrar em transe, muito concentrar

No nebuloso, místico centrar

Assim irei ampliar minha discência.

Nisto, nunca usarei de displicência

Tampouco, poderei desconcentrar

Nem nunca vacilar ou descentrar

Tenho que provar minha eficiência.

Esse saber está armazenado

Do primórdio, surgir de nosso tempo

Por mim, ele será muito drenado.

Não será um inútil passatempo

Desejo nele estar concatenado

E romper todo dogma o espaço-tempo.

ILÁRIO MOREIRA

11/08/2017

Registros Akáshicos segundo o hinduísmo e diversas correntes místicas, são um conjunto de conhecimentos armazenados misticamente no éter, que abrange tudo o que ocorre, ocorreu e ocorrerá no Universo.

Akasha (ākāśa आकाश) é a palavra em Sânscrito para "éter" ou "atmosfera". Além disso, na Língua Hindi, Akash (आकाश) significa "céu" ou "paraíso."

 

Saiba mais…

Mulher sedutora

A sinuosa curva tem colina

Belo sorriso, lábio sedutor

Que é de todo acinte condutor

Qual, poderosa e erótica felina.

Desperta toda minha adrenalina

Do deleite carnal é indutor

De todo frenesi é produtor

Seja ela casta pura ou messalina.

Tira meu siso fico extrovertido

Diante ilustração tão delicada

Corrói o caráter fico pervertido.

Pela natura foi sofisticada

Superdotada tem sexto sentido

Esta figura sacra, deificada.

ILÁRIO MOREIRA

09/08/2017

Saiba mais…

Humildade Espiritual

O meu segredo está muito recôndito

Pois, tento assim manter privacidade

Nem todos estão certos da verdade

Guardo sigilo, feito nunca dito.

Não há nada cruel, vil, rude, maldito

Uma obra abominável, crueldade

Meu foco principal é caridade

O meu espírito é muito bendito.

Do que faço não deixo nem vestígio

E não procuro glória, ostentação

Nem a tola vaidade ou vão prestígio.

.. 

Da piedade faço exortação

Mantendo-me distante do fastígio

O meu Mentor fará constatação.

ILÁRIO MOREIRA

09/08/2017

 

Saiba mais…

Soneto das Musas

Belas Musas, que Hesíodo incentivou

Ajude-me a criar ode perfeito

Uma Obra-Prima livre de defeito

Poema que meu dom efetivou.

Busca por perfeição me motivou

Quero ver meu leitor contente, afeito

Que o meu versar o deixe satisfeito

Tal desejo também me cativou.

Mas, afaste a cruel misoginia

Na vida a mulher é real beleza

Que reine no meu seio a androginia.

Que o verso mostre minha gentileza

A minha singular filoginia

E te enalteça musa, a realeza.

 

ILARIO MOREIRA

07/08/2017

 

Saiba mais…

Soneto da saudade

Meu amor vive muitíssimo distante 

Reside em região, plaga longínqua

Mas, ela é serena, bela ubíqua

Mesmo assim, o prazer não é constante.

A ausência é cruel desconcertante

A saudade corrói é muito iníqua

Temo que nosso amor se torne antiqua

A solidão é algo inquietante.

Pois, quero um amor sólido, tangível

Não desejo um querer semoto, ausente

Pois, sou um ser coerente, inteligível.

Minha musa me diga o que tu sente

Diz que nossa união não é frangível

Este será o meu maior presente.

ILÁRIO MOREIRA

07/08/2017

 

Saiba mais…

Musa divinal

Oh! Musa te amar é o meu destino

Venha por espontânea liberdade

Afugente de meu peito a saudade

Afaste de mim este desatino.

Venha sem medo não sou libertino

E respeitarei sua intimidade

Encontrará em mim fidelidade

Sinto por ti amor puro, celestino.

E deixe que a libido nos induza

O total frenesi, loucos prazeres

E que gozo, fruição muito produza.

E no afã pouco importa o que fizeres

Se ao clímax, orgasmo nos conduza

Fartar-se serão os nossos afazeres.

ILÁRIO MOREIRA

05/08/2017

 

Saiba mais…

Prisão Espiritual

Estou preso em cruel, vil calabouço

E desta prisão observo a eternidade 

Mas, a vida se esvai com brevidade

Em breve serei apenas, arcabouço.

Entre duas dimensões eu balouço

E procuro encontrar serenidade

Que leve a evolução, maturidade

Por isso, meus Mentores, côrtes ouço.

Crer nisto julgo certo até plausível

Pois, o espírito não tem finitude

A morte é até algo risível.

Vetustez trás sutil decrepitude

Tornando o envelhecer muito visível

Mas, vou sempre manter minha virtude.

ILÁRIO MOREIRA

05/08/2017

 

Saiba mais…

Federação Alienígena

Desejo saber todos os mistérios

Que habitam e singram pelo universo

E quero colocá-lo no meu verso

Sejam eles saudáveis deletérios.

Terão no Cosmos grandes biotérios?

Dirigido por ser cruel perverso

Pois, o assunto é muito controverso

Quem executará tais ministérios?

Neste quebra-cabeça vou dar íngredo

E tentar conhecer toda verdade

Descobrir á charada e seu segredo.

Nisto usarei total sagacidade

Mesmo que o final seja meu degredo

Desvendarei a real veracidade.

ILÁRIO MOREIRA

04/08/2017

Breve imersão em minha insanidade. rsrsrs

 

Saiba mais…

Musa de Ébano

Quero enlaçar o seu corpo suado

Sentir a aspiração sua ofegante

E no bem querer ser extravagante

De tanto amar tombar extenuado.

Seduz-me com seu torso sinuado

A tez trigueira, seu porte elegante

Perdoe-me este meu jeito arrogante

Mas, com o afã será atenuado.

É bela, divinal tal Janaína

É Livre, forte como uma nativa

A pele é macia igual á paina.

Seus encantos, beleza me cativa

Arestas aparam, planam, aplaina

É astuta mantêm-se sempre altiva.

 .

ILÁRIO MOREIRA

04/07/2017

(Janaína é um dos nomes de Iemanjá a Rainha dos mares, rios, etc.)

 

Saiba mais…

Reforma moral

Irei suprimir toda a vã vaidade

Desejo evoluir muito meu espírito

Vou tentar ser metódico no rito

Agradar a real sublimidade.

Por isso, devo ter grande humildade

Para merecer tal apreço, mérito

Observarei façanha do pretérito

Agirei com total sobriedade.

Sei que tem algo além, muito mistério

E não são eles sofismas, mas transcende

Nosso plano terreno deletério.

E energia sutil nele descende

Estudei o fundamento, seu critério

E com o fim do corpo a alma se ascende.

                 .                     

 ILÁRIO MOREIRA

03/08/2017

A vida nem sempre é como sonhamos, mas nem sempre sonhamos o que queremos viver.

Allan Kardec

 

Saiba mais…

Arroubo de amor

Sua pele fragrante delicada

Seu corpo sinuoso fascinante

Sua visão de fêmea dominante

É ardil, armação muito intrincada.

És como uma figura deificada

É o nosso desejo consonante

Que provoca prazer alucinante

É meu apogeu não minha derrocada.

No passado fui muito acabrunhado

Hoje de recrear minha alma oscila

O meu corpo e o seu está emaranhado.

De tanto amor meu ser até vacila

Por um apraz delírio fui apanhado

Sou seu servo você a minha ancila.

 ILARIO MOREIRA

02/08/2017

 

Saiba mais…

Meu velho Pai

Lembro-me e sinto grande e vil saudade

De época remota, tempo antigo

Era o menor fiquei sempre contigo

Era tal sua sombra na verdade.

Tu transmitias paz, serenidade

Quando certo aplicava algum castigo

Não era injusto, cruel, era mitigo

Educava com toda humanidade.

 

Hoje restou somente ás lembranças

Um retrato puído, gasto, roto

No vento ainda ouço ás suas cobranças.

Seu sonoro e fugaz riso maroto

Isto alimenta minhas esperanças

Que se lembra de seu guri, garoto.

ILÁRIO MOREIRA

02/08/2017

(In memorian ao meu pai, meu querido e eterno amigo)

 

Saiba mais…

Espectro sombrio

Há milênios assombro a humanidade

Irei ampliar as dores, seus horrores

Sentirás calafrios e terrores

Da escória não terei vã piedade.

E será dizimada com maldade

A criatura cheia de rancores

Encontrarão em mim todos seus temores

Perderás até sua eternidade.

Podes usar total sua malícia

Que não se livrará deste tormento

Seu sofrimento é minha felícia.

E pouco importa o seu pranto, lamento

Ver o seu penar é uma delícia

O seu sofrer é meu contentamento.

ILÁRIO MOREIRA

02/08/2017

Saiba mais…
CPP