Acalanto

 

Chamo - me      Acalanto,

venho a este mundo ferrenho

a  exemplo  de tão falado  engenho,

maquinado sobre o lenho pelo qual foi  lanhado

O mais sagrado. Triturado pelos  dentes  do  maligno  

engenhado,  apesar  de seu desígnio ser de  suportar

o  sistema  de  outrora. Venho  agora enxugar  o seu

pranto.  Ao  prantear  ouça  a  voz do  meu  suave

canto,  porém, vou além, jamais o ouça  errado,

creia, estarei sempre ao seu lado, amém. Sou antigo,

sou  amado, eterno, presente etéreo,  futuro  carregado

de  mistério  alado.     Ah…  Sei  que  o  seu  caso  é  sério.

Porém,  minha   veleidade  por  ser  eterna,  não  tem  idade.

Desculpe-me  ser  tão  sincero  com  redundante  arrazoado,

a mim não me falta  capacidade. Quem me enviou é o dono

da  verdade. Venho  a mando do Criador, sinônimo

de Amor. Entenda, modestamente

sou maior que a sua tenda, você,

sua  família,  seu carro  raro, sua

fazenda, todo o seu imposto de

renda  seu  casebre,  sua  febre,

sua   desavença,  sua   doença,

seu mundo, seu vizinho, pois,

jamais   estarão  sozinhos.

O dono da criação me faz morar no profundo do

seu  coração.   Fui   o  primeiro  que  aprendeu

a  amá-lo  antes  do  que   eu.  Atendo  os  de

boa vontade, sou onipresente, e por você

ser devotado,  dou-lhe um grande  reca-

do:  Não   ande  com  qualquer com-

panheiro  a  pesode  dinheiro,  

não ande   com  derrotado, 

pois, será errante bastante o tempo inteiro.

Sou o velho verbo, poetando sua lida  em sua vida,

arribando  acima  de  toda  rima.  Alegrando no gerúndio

no  afiar da própria  língua.  Deixe a vingança,  peçab ajuda

à minha amiga  Esperança, pois, ao  fazer  sincera  aliança

com a Fé, começará  a  entender  bquem   você   é;  linda 

flor  florescida  no  jardim bdo  amor,  e  eu, Acalanto,

o  destruidor  da  sua  dor.  Quando  veio  a

esta  vida  oriundo  de  outra vida, foi

grande   competidor,   quantos  

semelhantes   correndo  

a corrida da vida

venceu, já se

esqueceu?

Agora no corredor desta vida

é  sabedor  do   seu   forte  valor.

E agora José? Como diria Carlos,

já  é s abedor  de  quem  você  é?

 

O Teu Pranto

 

Ao chorares o teu pranto

Sintas o sol  da alegria

Velando  o  teu  dia.

Eis  o  Acalanto.

Cantes  alegre

O teu canto,

Pois,  vida

É encanto,

É   poesia.

 

 

jbcampos

 

amantes do amor

 

sidarta, o iluminado gautama, deixando o seu principado de lado,

o  poder,  a  glória  simplória,  sua  luxuosa  cama, alcova alada,

quiçá,  a   luxúria  ao  longe  da   manchúria,  povoado  aliado

de  antes,  porém,  hoje  muito  valorizado e industrializado.

conquanto,  fora,  e  o  é venerado da índia aos emirados.

confúcio, sábio  chinês, lá atrás iniciou a trazer sua paz

iluminado,  guiado, soube  bem o que fez, sendo assaz

qual maomé em sua meca, após  jesus tê-lo influenciado.

nesses interregnos,  houve a paz; e houve  a  espada atrás.

trocou-se o fêz pelo fez, outra vez, talvez sem saber o que fez.

 

há milênios criou-se a era axial, formação do eixo astral.

energias aos  humanos, chakras coronarianos. meridiano

frontal onde entra a sabedoria. amins andarilham  há anos

pelas pontas dos pés.  iluminados astros extrassensoriais

e  porque  não dizer: à francisco cândido xavier. à  mulher

pode-se  considerar a calcutá  na realeza de mãe Tereza.

à  doce  dulce a  confirmar a nossa amada pátria nacional

do carnaval, e da alegria normal,  afora a dolorida tristeza.

dessa desnatural  realeza a governar  favela e pobreza.

tristeza, beleza, safadeza, franqueza,  apesar da  alegria

no largo sorriso infantil do belo filho do político imbecil.

 

platão, livre e sem patrão; donde gerou toda a  tradição,

com sócrates, contundentes a questionarem a verdade.

jeová, god, javé,  brahma, shiva e infinitas deidades.

 

até pantocrator faz parte do trato

afinal quem dá as ordens de fato?

 

apenas ame o resto que resplandece, se me parece,

tertúlia  flácida para adormecer vacum. haja vista as

guerras infanticidas a manchar as nossas vidas idas.

 

neste caldeirão sobrou um caldo chamado: AMOR!

 

o CAPS LOCK  ainda  funciona,

apenas não o uso por abuso.

somos demasiadamente

humanos, “nietzsche”.

 ame se for capaz!

  jbcampos

  
 

Minhas Atividade

João Batista De Campos posted a blog post
pingodeamor poeta, músico por excelênciaao vibrato vocal de sua poesiana ondulação expressiva  mentalde sua paixão  ideal. a sua poesiacompleta sua  real fantasia dia a  dia.como  o pintor ao tocar com seu pincelà  arte  formidável  de antanho menes…
Há 3 horas
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post Ego do alter ego

Eis que neste mosteiro poético,
sinto-me velho atlético
diante de belo
comentário
literário
e poético
Eis quem
texto Edith,
por quem traz
na  verve  de  fato
o glorioso onomástico
ao lume dos monteiros Lobato.
bjs."
Há 13 horas
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post Por engano

Grato, querido Sam pela suave
demonstração, espero  que
minha   mente-coração
grave para  sempre
essa    emoção
transparente.
 
Aquele
abraço.
 "
Há 13 horas
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post Por engano

Angel  querida  sua presença
enfeita  esta modesta vida
na  estrada da poesia
todos os dias.
bjs."
Há 13 horas
João Batista De Campos posted a blog post
  Por engano A verdade mental de uma mente insana-normal.Continue a leitura deste breve brevê duma mente voadora para então entender a loucura desta criatura, que está a escrever sua breve-mental aventura a qual não se dá pra prever.Não vou deixar p…
ontem
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post Ego do alter ego

Querido Sam, da  generosidade
entrego-lhe justa taça, sua  graça
já  muito a mim  me basta, pois,
seu  aval  me  faz  camimhar
sob  o olhar  da  poesia
nossa de cada dia.
 
Forte abraço."
Sábado
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post Ego do alter ego

Obrigado  ZKFeliz pela fausta ilação,
porém, diante  de  tantos  mestres,
incluindo  você,   mestre-irmão,
peço-te  que  me  emprestes
um pouco desse teu dom.
Amplexos   efusivos
deste teu amigo
cativo  de
emo-
ção."
Sábado
João Batista De Campos posted a blog post
  Ego do alter ego Hoje, nesta madrugada fria, treze de julho de dois mil e dezoito, acordei meio afoito, minha visão ardia, sono não havia; encasquetado, girando para os dois lados com uma fórmula matemática na cabeça, daquelas que não servem para…
Sábado
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post O Redentor chorou

Grato, querida Ciducha
pelos calorosos aplausos.
bjs,"
Sábado
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post O Redentor chorou

Oi querida Edith, aqui fica editado
seus  aplausos  rasgados,
e   o  meu  muito
obrigado,
apesar
de o Cristo
continuar de espinho
no Brasil coroado ao lado do
Corcovado.
bjs."
Sábado
João Batista De Campos e Edith Lobato agora são amigos
Gestores Adm
Sábado
João Batista De Campos left a comment for João Batista De Campos
"Grato Edith
Que lindo esse infantil olhar
com beijos no hálito
ao espiralar
divino.
bjs.
 "
Sexta-feira
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post Desperto

Grato, Eudalia por ter adorado
o meu modesto letrado,
apesar de algum 
pleonasmo
aplicado.
bjs."
Quinta-feira
João Batista De Campos commented on João Batista De Campos's blog post O Redentor chorou

Obrigado, Sam, diante do sagrado
temos tão péssimo resultado,
mesmo assim mando-lhe
um abraço apertado.
 "
Quinta-feira
Mais…

Meu Blog

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Grato Edith

    Que lindo esse infantil olhar

    com beijos no hálito

    ao espiralar

    divino.

    bjs.

     

  • Gestores Adm

  • Marcia Aparecida Mancebo, grato pela calorosa acolhida. Abraços campônios.

    Marcia Aparecida Mancebo
    Onde o amor e a amizade se encontram em poesia
  • Bem vindo!

     

  • Como é bom encontrar inesperadamente com uma amiga, e creia: A alegria é toda minha, querida Margarida, com certeza vou continuar aprendendo muito nessa nova casa. Obrigado pela calorosa acolhida, acentuando que a recíproca é verdadeira.

    Abraços campônio.

     

  • Gestores

    Boa Noite Amigo JBCampos,

    Não sei dimensionar a alegria que terei em conviver com vossa companhia na CPP também.

    BEM VINDO e fique à vontade para que possamos nos divertir.

    Abraços

     

  • Gestores

    SEJA BEM VINDO POETA JOÃO BATISTA!

  • Gestores

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Fevereiro 27


1) Qual o teu nome completo?

João Batista De Campos


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

21/06/1946


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

São Roque


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

escritor, psicanalista, teólogo, aposentado...


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Internet


8) Concorda que as poesias eróticas (caso as poste), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em interagir conforme possa, com os demais membros participando e interagindo das atividades da Casa?

sim


10) Concorda em NÃO POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://www.amazon.com/j-b-jbcampos-campos/e/B00MCZ442Q


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

Conversando com estrelas No alpendre aqui de casa, onde o vergel arrasa, enredado em minha velha rede, numa tarde de fazer a sesta, lânguido, das entre pálpebras vislumbrei malemolente fresta. Ao levantar o meu olhar vi o amor pairar sob o ar do firma- mento. As brancas nuvens formavam as estrelas com as quais me atrevi a conversar. À pincenê, e à Mandraque eis que ressurge o velho craque. Era Olavo a dialogar com Assis, que assim lhe diz: Um afortunado compositor de melodias populares que deseja desesperadamente escrever música clássica. Ouve-se uma firme interrupção num Tom com uivos de Lobos: Brada Francis: Tudo por causa do amor. Regina quase se afoga com as Águas de Março à frente do Mercador latino-americano Como Nossos Pais. Grita Tonico de Campinas: Cadê Peri? Porém, em Guarani. Adentrei-me ao assunto feito bobo, en- quanto, Bachianas empurravam O Trenzinho Caipira. Es- se Trenzinho passa tão cheio de graça, agora Tom soltando o seu som. Logo chega uma Pessoa com chapéu preto na mão, olhando ao léu do azulado céu, afirmando ser Fernando, chamando por Vinícius. Que esse conclave seja bom, enquanto dure em nome de Tom, com calmante meiguice configura-se falsa crendice. Imortais naquela flutuante academia fulgurante a minha mente confundia, pela insensatez de atrevimento ao querer entender logo de vez, sem esperar a minha vez, com enorme pedra no meio do caminho, quando o poeta nobre, Carlos me chama de lado e se põe a falar com este pobre mortal. Educadamente:- Meu velho, não me leve a mal, pegue esse seu escaninho e se aninhe no seu ninho, pois, trata-se de conversa de gente grande que a nós se expande. - Seja claro poeta, que a mim não me afeta. - Então me entenda, fique na sua tenda e apenas aprenda, quiçá, será também um poeta do além. Eis que de repente, surge na frente da gente um arquiteto carioca de Brasília a querer construir um enorme teto ondulado para agasalhar os imortais da poesia. E por profilaxia surgem mais dois por ali com seus bisturis, eram anjos de branco: Zerbini e Pitanguy. Ah… Aparece também do mundo do além, mais um estrangeiro, capitão Nemo que de sua nave bisbilhota um Navio Negreiros, conquanto, um cabeludo de bigode, alinhado, com a mão a segurar o queixo, admirado, olhando de lado, sorri desvairado a recordar o presente passado. Ai pensei, vamos parar por aqui, porque, não vai caber mais ninguém, apesar do céu não ter fim, foi quando ouvi o despertar do conhecido Bem-te-vi. Estrela e mais estrelo a estrear o meu espaço, além do cantarolar de belo pássaro. Pode? O papo parou por ali, levantei-me pensativo, e fui procurar o que fazer. jbcampos 200 PÁGINAS DE PENSAMENTOS https://peapaz.ning.com/profiles/blog/list?user=31zwvc19k5hve


Profile Style - Long Answer - Codigos Ning - Não Responda esta Questão -

1005


Minhas fotos

Autor em tela

Bate papo CPP

CPP