Posts de Nina Costa (59)

MEU LEÃO, MEU LEÃOZINHO...

       

 

 MEU LEÃO, MEU LEÃOZINHO...


Ruge, imponente, em meus ouvidos,
Sacode a juba
Lânguido e atroz.
Faz do teu modo habitual
Rei animal de minhas fantasias mais selvagens.

 

Sinta-me a adrenalina no pulsar do coração
Dê o bote certeiro e eficaz.
Fugirei ao teu assalto
Como se surpresa do salto,
Pra que não me sintas,
Do teu encanto feroz,
Presa fácil demais.

 

Estimularei tua sanha,
Despertarei tua insaciável fome,
O teu instinto animal.
E quando enfim me abateres
Marcando-me com tuas garras
Provando da minha suculenta carne
Entregar-me-ei à tua gula,
Rendida, eu pedirei
Em entrecortados ais:

_Devora-me!

 

By Nina Costa, in 29/01/2018

Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.

Saiba mais…

LAMENTO DE MÃE

 

A

estátua é de uma mãe com um filho morto no colo, de autoria de Käthe Kollwitz
Memorial às vítimas da guerra e da tirania.- Berlim.

 

LAMENTO DE MÃE

 

Entre suas lágrimas de pranto padece

Ou chora seu lamento de dor e agonia

Prostrada no altar desenrola uma prece

Tão mãe e santa e Eva e filha de Maria...



As lágrimas são contas, q'um rosário tece,

O pranto da mulher que sofre sua cria

É o cálice amargo que a vida  oferece,

Tão ventre e sustento, tanta ironia...



A insanidade humana ceifa e destrói

Transforma o fruto bom em algo vil, nocivo

Macula a semente, gêmula da luz.



A droga, violência corrompe, corrói

A sociedade, o mundo gira impassivo

E ela, tal qual Maria, chora seu Jesus...


By Nina Costa, in 14/02/2018
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.
 
Fundo musical: La Pietà di Michelangelo - música di Monteverdi
 
 
*****
 
 

O amor de mãe.

 

Mesmo num momento de tristeza,
A luz toca Sua face com delicadeza,
Revelando ao mundo toda a nobreza,
Desta alma de mãe, divina beleza!

 

Mesmo tendo a dor maior do mundo,
Tendo o filho nos braços, moribundo,
Sua alma ainda guarda, bem no fundo,
Um amor imenso, divino e fecundo...

 

Mesmo que seja difícil compreender,
A força que neste sentimento possa haver,
Ainda assim podemos sentir e saber,
Da grandeza, que só o amor de mãe pode ter!

 

(Marcos Mollica, in14/02/2018)

Saiba mais…

SE FEZ-SE FINDO...

Formatado por Safira Saldanha 

 

Se fez-se findo...

 

 Se fez-se findo, o amor de um dia
Estremecido em meio a agonia
Ao descobrir-te outros sentimentos
Entendo-te e juro, não lamento.

Se fez-se findo, é porque não me seria
Tão verdadeiro quanto a poesia
Que te escrevi e te lancei ao vento
Nas noites que me fiz louca ao relento.

Se fez-se findo o amor que em nós era
Sonho de valsa, amor de primavera
Conjuro aos deuses a minha tristeza

Se fez-se findo, então era quimera
Em ti, em mim, mudou-se a atmosfera
O amor se foi em meio à correnteza.


             Nina Costa, 26/06/2014

   Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil
   
                                         

Saiba mais…

DESPEDIDA ll

 

 
Formatado por Safira Saldanha

 

Despedida II

 

Deixa-me ir, ainda que me doa
Mesmo sem rumo, ir-me-ei embora
Co'alma em pranto, o coração reboa
E a tristeza ao peito se me aflora

Placidamente o leito da lagoa
À minha dor, totalmente ignora
Exibe a paz, e diz que a vida é boa
Mesmo sangrando como estou agora.

Tal a lagoa minh'alma ficará
Mesmo que o sonho jaza ressequido
Não sofrerei mais esse amor doentio

Se tudo passa,  sei que passará
Esquecerei ao tempo, arrefecido
Como se vão as águas de um rio...
 
By Nina Costa em 29/09/2015
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

Saiba mais…

DESPEDIDA

 

Resultado de imagem para amor, despedida e saudade

 

DESPEDIDA

Quisera eu, ao ir-me desta vida
Saber-me tua alma gêmea e amante
Levar comigo a flor mais consentida
Eternizando o amor, nesse instante.

Com olhos rasos regues minha ida
E em vida vivas inferno de Dante...
Se te condóis a dor da despedida
Perdoe aos céus, o amor não foi bastante.

És minh'alma gêmea, meu amor primeiro
Marca meus lábios com teu desejo
Ainda que seja o selo derradeiro.

Quem sabe, então, eu não terei a sorte
De ir feliz com o gosto de teu beijo?...
Se for possível transcender a morte!

By Nina Costa em 26/09/2015
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

 

 

 

Despedida

 

Que não morra meu olhar em vida,
Depois de tua, repentina, morte,
Eu nunca me senti querida,
Em teu albor, perdi meu norte.

Mas se o trem da morte me levar primeiro,
Não chores minha ausência, pois
não é de amor teu choro verdadeiro,
e sim é pelo que virá depois.

Se antes de mim a morte te engasgar,
Oh, creias não rirei da tua sorte,
Certeza podes ter, eu vou chorar
por mim, por ter sofrido tanto corte.

Edith Lobato - 11/02/18

 

 

 

No amor não há despedidas...

 

Um dia ao perder a humanidade,
Este homem que não faz nenhuma falta,
Que teve ao peito um coração peralta,
Mas que não deixará qualquer saudade.

Não terá quem comente na cidade,
Quem os meus versos digam em voz alta,
Tudo acabou, não há luz na ribalta,
Não quero o choro vão nem a piedade.

E quando a enxada suja e dolorosa,
A cova me abrir no mais ermo outeiro,
Se grave este epitáfio oh! mão bondosa:

"Nesta vida só o amor verdadeiro,
É capaz de unir duas almas preciosas,
Pela eternidade de um tempo inteiro..."

(Marcos - 11/02/2018)

Saiba mais…

ELE CHOROU...

 

 

 ELE CHOROU...

 

Tão bela a natureza fez aquele dia

Vestiu-se de lírios brancos e de jasmim,

E'um anjo de mulher tal qual querubim

Com delicados pés traçava uma poesia.

 

 

Ao som perfeito da marcha nupcial

Ela, tão linda quanto a natureza em festa

Nos lábios cerejados, ao sonho empresta

 O 'sim' que confirmava o amor do casal. 

 

 

Era tanto lirismo, ao som da Ave Maria

Felizes, todo o povo presente aplaudia

E o poeta beijou a noiva, c'otimismo.

 

Ao assinarem juntos seu lindo poema

Tendo as alianças d'amor por emblema,

E o poeta, assim, chorou seu lirismo...

 

By Nina Costa, in 05/11/2017

 

Saiba mais…

JANGADEIRO

 JANGADEIRO


Mal amanhece o dia,
Mal desperta o sol
Nas multicores do arrebol,
Lá se vai o jangadeiro
Sobre o remanso do mar...
Anônimo ser vai remando
Sua jangada nas ondas,
que jogam pra lá e pra cá...


Mar, Jangada, ... E jangadeiro
Vai pescar sonhos, esperança,
Recolher estrelas cadentes
Que, lá no céu, tão luzentes
Viram sereias brincando
e quiseram também brincar...
Sem saber pro céu voltar,
Viraram, então, para sempre
Lindas estrelas do mar...


E o jangadeiro sem nome,
Sua jangada remando,
Segue bailando bailando
Nas ondas pra lá e pra cá.
E as gaivotas acompanham
Em sintonia com o vento,
Sinestesia de luz e silêncio
Enquanto o jangadeiro vai
Mal amanhece o dia,
Mar, Jangada, Jangadeiro
Poesia em sol maior...


By Nina Costa, in 06/02/2018
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

Saiba mais…

O PAPEL DO POETA

Resultado de imagem para o papel do poeta

 

 

O PAPEL DO POETA

 

O papel do poeta é a folha em branco

(Pode ser 'A4' ou qualquer outra classificação)

Onde ele, compulsiva, ou paulatinamente

Escreve a sua observação:

De si, do outro, do mundo,

Do real, do irreal, imaginário,

De outros mundos,

Do além, do vazio, do tudo,

Do raso, do cheio,

Do bonito e do feio,

Do bom e do que não presta,

Da porta: fechada, arrombada,

Escancarada e da fresta...

 

O papel do poeta

É o papel de pão

Da padaria do bairro

Onde compra sonhos,

Onde sonha ou simplesmente,

Escarnece da noite que passou acordado.

 

O papel do poeta é o papel de seda:

Da pipa que voa,

Do baseado que aperta,

Do desenho copiado que tirado à risco se torna um bordado,

Da caixinha de veludo no presente que atesta sua maior afeição.

 

O papel do poeta é um guardanapo

Com um bilhete proibido,

Com um convite amigo,

Uma declaração de amor com a marca de um beijo.

 

O papel do poeta é o papel higiênico

Em que limpa a alma,

Rasga  e escarra o verbo,

E acerta o cesto,

Sem nem mesmo mirar.

 

O papel do poeta é o vidro embaçado

Do espelho após o banho,

Do carro balançando com um casal de namorados,

Da janela de casa após um temporal.

 

O papel do poeta é a telinha

Impessoal é fria de um computador

Onde ele escreve mil juras de amor,

Onde ele transmite suas opiniões,

Prende heróis, solta dragões,

Crias histórias, conta mentiras e verdades

De um mundo que é só seu.

 

O papel do poeta são os olhos que leem,

O coração que se comove

Com o que ele escreveu...

 

By Nina Costa, in 29/01/2018

Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.

Saiba mais…

MARIA ANTONIETA TATAGIBA

 

 

Resultado de imagem para maria antonieta tatagiba

 

MARIA ANTONIETA TATAGIBA
(Homenagem Acróstica)

Maria é seu nome de batismo

Assim como muitas outras Marias

Representante de uma gente resistente

Inspirando a tantas outras com poesia

A maior poetisa são pedrense



Antonieta galgou destaque e fama literária

No quadro de honra ao mérito tem seu nome

Talento capixaba mimosense

O exemplo em prosa e verso a outras mulheres

Na luta por espaço, por direitos

Ideal de ser quando ainda não se podia

E ir além de onde foram outras Marias

Tendo em mão seu "Frauta Agresta"

Ao leitor, o fruto de sua alquimia.



Tatagiba fez história na literatura

A primeira capixaba lançando livro

Tendo poder de voz, opinião e crivo

Afirmou suas ideias e com candura

Gravou pra sempre na memória sua figura

Inspirando outras Marias: vozes e vez

Bradou pelos direitos da mulher

A um tempo em que a sociedade não permitia.

Nina Costa, in 24/01/2018
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

Saiba mais…

NO SILÊNCIO DE TUAS PALAVRAS

                                                                  Linda formatação de Safira Saldanha! Obrigada, preciosa!

                      

                                          xx

No silêncio de tuas palavras

  

Quando todas as palavras se calaram

E não me vinha nenhuma inspiração

Orei à Deus pedindo um poema

Pedindo um único verso que fosse

Para preencher o vazio das palavras,

O vazio dos sentimentos,

Das emoções,

Da poesia...

Que me suprisse a falta de inspiração,

Que ativasse as sinapses cerebrais

E trouxesse às minhas mãos

Qualquer sintagma

Repleto de vida,

Germinado de paixão.

 

ELE me disse:

Tua oração, aos meus ouvidos,

É o mais lindo poema.

No silêncio de tuas palavras

Alcança o céu

E toca meu coração...

Se é de amor que queres falar

Fale do MEU... Ninguém te ama como EU...

By Nina Costa, in 21/01/2018

Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

Saiba mais…

A LOBA E A LUA

Resultado de imagem para A LUA E A LOBA

A loba e a lua


Loba contempla a lua

Lua fascina a loba

À noite escura e Silene

Um diálogo de saudades

De distâncias e solidão...



No silêncio da lua a loba uiva,

Na agonia do uivo chora a lua

E a nebulosa láctea de som e sentimentos

Numa cascata de prata

É sentida por toda a natureza.

Arrepia sensações, conduz a matilha.



Quem sou eu entre a lua e a loba?

Quem sou eu na nostalgia fria?

Entre a lua e a loba, sou a noite

Que as une e as separa com poesia

Neste canto de amor, de lamento, de cio...

Evocando o mistério e vontades

Na amplidão do espaço vazio...



By Nina Costa, in 17/01/2018

Saiba mais…

POR QUÊ?

A imagem pode conter: 1 pessoa, planta e atividades ao ar livre

 

POR QUÊ?

Quando eu encontrar a pessoa certa

Espero não reconhecê-la

Não vê-la, nem por um vão momento

Ou sequer pressentir sua presença.

Não quero informações sobre seus dotes

Suas qualidades ou aptidões,

A cor de seus olhos ou o corte de cabelo,

A expressão em seu sorriso...

Pois eu já nem saberei mais certa para quê.

Não me fará sentido algum,

quando a pessoa certa aparecer...

Por quê? Ela não é você.

By Nina Costa, in 14/01/2018

 

 

Saiba mais…

SERÁ POESIA?

Em silêncio, teus olhos me fitando E o pensamento em mil esferas, flutuando? O perfume da esperança nas narinas E tuas mãos agitando a melanina Na cor de minha epiderme? Anjo, mulher, menina... Eclipse e vulcões?
Saiba mais…

ROSA PRETENCIOSA

ROSA PRETENSIOSA

Acho que você me espera
Há tanto tempo que nem sabe mais
Distinguir o som de meus ruídos
Em seus inconstantes momentos de paz.

Sinto que se entrega a devaneios
Quando se nega aos seus apelos,
Buscando-me em seu leito vazio,
E mesmo em seus pesadelos.

Sei que quando beija outra boca,
Quando se despe pra outra louca,
É de mim que então se lembra.
A se lamentar após seu gozo,
Não ter sido aquele esposo
Que no altar me prometera.

Agora, sei, me acha pretensiosa.
Mas eu sou apenas a rosa,
Que deixou em sua carne o espinho...

E todo toque de carinho
Lhe fere e lhe faz sangrar
De saudades de meu amor
Como o solitário rouxinol
Sofre por necessidade da flor...

By Nina Costa, in 01/01/2018
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

Saiba mais…

NATIVA

Eu era nativa, natural das terras tupis, Nascida da lua, nas flores do manacá, Eu era livre e suave, Como as filhas do vento, E a lança destemidas nas mãos de Anhangá.
Saiba mais…

EU SEI

Não é por mim que tu choravas Quando a noite caía. Não é pra mim que escreveras A tua poesia, Quando o silêncio da noite quebrantava Tua alma em agonia..
Saiba mais…

AMAR ASSIM...

AMAR ASSIM...

Com fogo e devoção
Em pele nua.
Não suportando a lentidão tão crua
Com que o tempo passa se estou longe de ti.
Querendo-te de volta,
Medindo em olhos largos a extensão da rua,
Para ter-te lascivo e com graça
Saudoso a meus braços
E ao leito que ainda é teu...

Apaga de uma vez a dor de outrora
Esquece finalmente o que te fez ir embora
Permita-te regressares para mim
Mostrando que o adeus jamais fora o fim
Do amor que entre arpejo, sempre me deras
Fazendo de nossas vidas uma primavera...

É bem que sintas mágoa que à alma te aflora
 Mas peço que me deixes te amar por nós dois
Até que novamente me sintas paixão
E possas me entender: amar também é perdão.
E voltes, algum dia, como te amo,
A me amar assim...

By Nina Costa, 27/12/2017,
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil

 

Saiba mais…

REVELAÇÃO

Resultado de imagem para revelação divina da grande harmonia

REVELAÇÃO

Se EU usei uma mula para falar com Balaão,

Se EU através de uma árvore e um peixe ensinei a Jonas,

Se EU com uma sarça ardente me mostrei a Muisés,

Se EU por um cordeiro informei a Abraão que quem tinha que sacrificar não era ele,

Se EU abri o mar para passarem em terra seca

Se EU fiz cair maná do céu, minar água da pedra,

Se EU derrubei as muralhas de Jericó e venci os gigantes para que herdassem a terra que mana leite e mel,

Se EU gerei no ventre de uma virgem a salvação do mundo

Se EU permiti que que esse Bendito Fruto levasse sobre si todos os pecados do mundo e pagasse pelo que não cometeu,

Saindo da condição de Deus em humana condição, morrendo e ressuscitando para que todos tenham vida,...

Não te revelei EU?

Tudo isso é revelação

Do meu imenso amor por ti,

E antes que existisses no ventre de tua mãe

EU já te amava!

           Teu amigo, 

                          DEUS.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

             Beijos!

                         Nina Costa, 20/12/2017

Saiba mais…
CPP