Poesias

Desolação - Desafio de Edith

Resultado de imagem para Desolação na aurora

Desolação

 

Ah! Inspiração, onde está meu verso

O verso de amor que me dá alento

Na madrugada fria em que converso

Co’a as estrelas e a lua ao relento.

 

Nas curvas do destino fiquei só

Surgiram versos com tons de saudade

Tão tristes são meus dias que dá dó

Olhar para meu rosto; chora embalde.

 

Abri a janela triste e desolada

E a lua desfilava pela aurora

Irradiando luz na minha face

 

Nesse momento eu vi um céu de outrora

Brilhar no rosto cuja dor velada

Sumiu nos versos sem nenhum disfarce.

 

Mena Azevedo

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Mena Azevedo

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Desolação transformada em inspiração. Parabéns Mena! A paz.
  • Mena já não me admiro mais pois

    sempre me deparo com suas lindas poesias bjos...

  • Sam, querido, o que dizer diante de suas palavras?

    Agradecer... Agradecer... Agradecer... Grande abraço!

  • Muito obrigada, Gláucia querida! boa noite e beijos no coração!

  • Querido Marcos, agradeço-lhe de coração essa mensagem tão bonita que você

    colocou na minha página sobre o soneto. Muito gentil da sua parte! Conheço

    minhas limitações, mas agradeço mesmo! Bjs.

  • Edith querida, muito obrigada pela mensagem e bela formatação! 

    Que Deus a abençoe! Bjs.

  • Muito grata, Márcia! Bjs.

  • Obrigada, Elisa Salles! Bjs.

  • É gratificante ler tão belo poema, Mena! Meus aplausos!

  • Sentidos que afeia dos momentos onde flutua um algo que nos faz chorar, a dor do amar, poema que esta um encanto

This reply was deleted.
CPP