Poesias

Dezembro...emoções saindo debaixo do tapete... Crônica

Dezembro... emoções saindo debaixo do tapete...

 

É realmente incrível a capacidade do ser humano em camuflar sentimentos, empurrando-os para debaixo do tapete, o ano todo.

Durante o ano nem reparam na criança maltrapilha que pede dinheiro ou vende balas no farol;

Nem olham para o mendigo que dorme, exausto de sofrimento, sob as marquises das lojas;

Nem se lembram daquela pessoa da família que foi abandonada numa clínica ou asilo por filhos que usam a velha desculpa esfarrapada de que não têm tempo para dar a atenção devida...

Não fazem sequer uma visita a orfanatos, asilos e casas de caridade... imagina!!!” Não é problema meu!” – mais uma frase egoísta de quem só enxerga o próprio umbigo.

E várias outras atitudes caridosas e altruístas que deveriam ser regras, não exceção.

Mas.... daí chega Dezembro!!! Com seus enfeites natalinos, suas canções de renovação e amor ao próximo!!!

Nossa!!! É até admirável como brotam pessoas com boas intenções, cheias de caridades, arrecadando tudo quanto é coisa para ajudarem os menos favorecidos, que assim o são por causa de um governo falido, que só faz tirar.

Fico realmente impressionada com a quantidade de ações sociais e papais Noel que desfilam por toda a cidade... é de dar gosto...

Podia ser Dezembro o ano todo não é? Este espírito de solidariedade deveria ser vivido e vivenciado todos os dias!!!

É tanta demagogia nesse período que o verdadeiro sentido do Natal se perde!! O nascimento de Jesus, a renovação da fé, o renascimento da esperança fica nulo em meio a tantos embrulhos de presente.

Esses sentimentos e emoções, que ficam debaixo do tapete o ano todo, deveriam ser uma realidade diária... o trabalho em prol do amor e da confraternização deveria fazer parte do cotidiano onde as gentilezas são capazes de mudar uma vida, não só em Dezembro, mas para o futuro, para a vida toda.

Mas, infelizmente, essa realidade é outra! Mais escura, mais faminta, mais sem recursos ou esperanças, que conta nos dedos os dias dos outros onze meses para que, assim, quando chegar Dezembro novamente, reviverem um pouquinho os sonhos que deveriam ser eternos.

Um brinde à Dezembro e seus sentimentos saindo debaixo do tapete!

 

Maria Angélica de Oliveira –03/12/17

In Liga dos 7

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Angélica

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Excelente, Angélica!

  • Uma verdade que se esconde dos olhos alheios. Muitos desse que fazem coisa tão sociais Natal, si quer não faz uma visita aquele que  precisam

    • Obrigada JoseCarlos!
  • Pura realidade, belo texto, Angélica parabéns!

    • Obrigada Everaldo!
  • Belíssima crônica,parabéns!

    • Obrigada Thalles por sua visita e seu gentil comentário!!

  • Um brinde Poetisa Angélica a um texto mágico com poder de reflexão da vida. Um grande abraço fraterno.

    • Obrigada Ricardo por tua visita e gentil comentário!

This reply was deleted.
CPP